​Troféu Vitis 2016 – XXIV Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2016

A entrega do Troféu Vitis, que desde 1993 homenageia figuras que dedicam seu tempo, conhecimento e talento para a promoção e valorização do vinho brasileiro.
Troféu Vitis Amigo do Vinho 2016 foi entregue ao italiano Roberto Rabachino, um dos grandes nomes mundiais do setor vitivinícola, que dedicou seu troféu a todos os pequenos produtores brasileiros. Doutor em Ciências da Alimentação, jornalista enogastronômico e professor universitário no Brasil, China e Itália, é autor de mais de 22 livros e já formou mais de 1.500 sommeliers internacionais no Brasil.

Troféu Vitis Destaque Enológico 2016 foi entregue ao enólogo Antonio Agostinho Czarnobay. Primeiro a conquistar o título de Enólogo do Ano, em 2004, Czarnobay é bioquímico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com especialização em Tecnologia de Alimentos (produção e controle) e atua como jurado em importantes concursos internacionais, como Vinalies, Vinitaly, Seléctions Mondiales, Vinagora e Mondial de Bruxelles. Ele foi o primeiro não europeu a integrar a União Internacional de Enólogos.

Anúncios

Inicia a Degustação de Seleção da 24ª Avaliação Nacional de Vinhos

Nesta quinta-feira, 18 de agosto, iniciou a Degustação de Seleção, mais uma etapa da 24ª Avaliação Nacional de Vinhos, evento promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE). Até o dia 25 deste mês, 90 enólogos divididos em seis grupos de 15 profissionais estarão no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, para avaliar 241 amostras inscritas por vinícolas de cinco estados brasileiros. O resultado, que indicará as 30% mais representativas da Safra 2016, será apresentado no dia 24 de setembro, quando cerca de 850 apreciadores poderão degustar 16 vinhos dessa triagem em evento a ser realizado no Parque de Eventos do município.

A Degustação de Seleção é realizada às cegas, ou seja, os avaliadores não conhecem a origem, o preço, tampouco a marca dos vinhos que estão degustando. Desse modo, os profissionais têm acesso apenas a características de base de cada amostra, como a variedade das uvas, por exemplo. Essa etapa ocorre depois do minucioso trabalho de coleta realizado sob a coordenação técnica da Embrapa Uva e Vinho, que montou uma força-tarefa para garantir os cuidados, o transporte e o sigilo das amostras desde o recolhimento nas vinícolas até o momento de serem servidas nas taças dos avaliadores.

As amostras, recolhidas diretamente de tanques, barricas ou já em garrafas, vieram da Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. “A Degustação de Seleção tem caráter didático para os enólogos, pois permite uma contextualização da qualidade dos vinhos de diferentes categorias, isto é, como a produção nacional está evoluindo” explica o chefe geral da Embrapa Uva e Vinho, Mauro Zanus. Nesta etapa, os profissionais identificam as amostras com virtudes em cor (tonalidade e intensidade), aroma (nitidez e fineza) e paladar (equilíbrio, intensidade e complexidade). “Este também é um momento para os enólogos perceberem que, a despeito das condições climáticas de cada safra, pode-se elaborar vinhos de excepcional qualidade com o emprego das melhores técnicas de vinificação e de produção de uvas”, acrescenta Zanus.

 As inscrições para o público participar do grande momento da 24ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2016 abrirão no dia 30 de agosto pelo site www.enologia.org.br, a partir das 8h30min.

Degustação de Seleção ocorre de 18 a 25 de agosto - foto Augusto Vasconcelos

FONTE: CONCEITOCOM Brasil

​Resultado da 4ª Seleção de Vinhos de Brasília

No dia 15 de agosto de 2016, 8 jurados realizaram a prova de vinhos da IX Edição do VINUM BRASILIS, onde foram selecionados 49 rótulos dos mais de 250 rótulos das 25 vinícolas que serão apresentados durante a feira.
(Por Antonio Coêlho)

No dia 15 de agosto passado, reunidos no restaurante Dom Francisco, no clube ASBAC, em Brasília, 8 jurados provaram às cegas (sem conhecer os rótulos degustados) 49 rótulos de 21 vinícolas brasileiras. O evento fez parte das atividades da IX VINUM BRASILIS, que ocorre nos dias 17 e 18 de agosto, na Faculdade de Gastronomia do IESB. O objetivo desta iniciativa é a escolha dos melhores rótulos, entre vinhos espumantes, brancos e tintos.

Os especialistas convidados para degustação, pela organização da VINUM BRASILIS, sob a batuta de Petrus Elesbão VINUM BRASILIS e Ricardo Castilho Revista Prazeres da Mesa, estão conceituados entre os bons sommeliers e conhecedores de vinho da Capital Federal: Ana Clara (Sommeliére, ex-Gero), Antônio Matoso (ABS/DF), Ivone Carvalho (restaurante Taypá), João Paulo (restaurante Gero, do Grupo Fasano), Julio Neves (Rede Chicken Wings), Liana Sabo (Jornal Correio Braziliense), Rachel Alves (professora e Mestre de vinhos), e Ricardo Castilho (revista Prazeres da Mesa). A coordenação técnica da degustação às cegas foi dos editores do Blog Decantando a Vida, Eugênio Oliveira e Antonio Coêlho.

Os coordenadores técnicos da grande degustação adotam a forma de contagem de 1 a 5 pontos, resultando nos conceitos: ruim, razoável, bom, muito bom e excelente (respectivamente), com escalonamento a cada 0,5 ponto. “Buscamos fugir do senso comum, dos tradicionais sistemas de pontuação decimais, vigesimais e centesimais. Com esta quarta edição da competição ficou claro que a decisão foi acertada, quando comparamos os resultados finais nos quatro anos”, relata Eugênio Oliveira. A metodologia de apuração empregada foi a média global ponderada, com inclusão de taxa de erro (sem aplicação de equações pessoais), através do cálculo do desvio padrão mediano. Após apurados os onze vencedores e a lista de classificação geral, verificou-se que a média, incluindo todos os 49 vinhos provados, resultou em 3,16 pontos, ou seja, “um conceito entre BOM e MUITO BOM para o produto brasileiro, através desta amostra de Brasília”, ressalta A.Coêlho, criador do programa de apuração das notas. Provando mais uma vez que a vitivinicultura brasileira mantém sua constante evolução.

A seguir temos a Seleção dos vinhos Top-ONZE da VINUM BRASILIS 2016.

Pinot Noir da Vinícola Suzin é o melhor do Brasil!

Neste mês de Agosto foram divulgados os vinhos campeões da 5ª edição Grande Prova Vinhos do Brasil (GPVB). Entre participantes da prova realizada no Rio de Janeiro, estiveram mais de 850 amostras, de 110 vinícolas nacionais, de oito estados brasileiros. Os resultados serão divulgados pelo Anuário Vinhos do Brasil 2016/2017. Neste ano foram 28 categorias, com  30 campeões (ocorreram três empates). Seguindo normas da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), o número de medalhas foi limitado a 30%. No total, foram cinco medalhas de duplo-ouro, 160 medalhas de ouro e 90 medalhas de prata. Espumante Brut Champenoise e Tinto Super Premium foram as categorias com mais medalhas de ouro, com 31 e 37, respectivamente.

Na categoria Pinot Noir, o grande campeão foi o elaborado pela Vinícola Suzin, de São Joaquim! Além dessa premiação, o Cabernet Sauvignon/2011 da Suzin recebeu medalha de Ouro.

Pinot Noir Suzin – De coloração Rubi de média intensidade, com alguns reflexos violáceos. Apresenta uma qualidade aromática diferenciada, muito elegante, destacando as notas de framboesa, morango, mirtilo, além da baunilha e especiarias. Acidez muito bem equilibrada e taninos redondos e elegantes na boca.

Essas duas premiações consolidam a Vinícola Suzin como referencia na elaboração de vinhos finos da mais alta qualidade.

PINOT-NOIR-2014-500x350

 

 

Degustação de Seleção é a próxima etapa da Avaliação Nacional de Vinhos

Após inscrição e coleta de 241 amostras provenientes de cinco estados brasileiros, a 24ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2016  passará pela etapa de Degustação de Seleção. Entre os dias 18 e 25 de agosto, 90 enólogos convidados pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), entidade promotora do evento, passarão pelo Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, onde degustarão as amostras para selecionar as 30% mais representativas desta safra.

Além de ser uma experiência sensorial, a Degustação de Seleção é um momento para os profissionais se integrarem e trocarem conhecimentos por meio de suas impressões sobre os vinhos. Divididos em seis grupos de 15 profissionais, os enólogos degustarão as amostras às cegas, seguindo critérios internacionais. Nos dias 18 e 19 de agosto, os grupos A e B serão os primeiros a degustar as amostras vindas de norte a sul do Brasil. Já nos dias 22 e 23, será a vez dos grupos C e D avaliarem os vinhos participantes. As degustações terminam com a participação dos enólogos pertencentes aos grupos E e F, nos dias 24 e 25.

 A próxima etapa consiste nas inscrições para participar do grande momento da Avaliação. A partir das 8h30min do dia 30 de agosto, os amantes de vinhos poderão se inscrever pelo site www.enologia.org.br para estar entre os mais de 850 apreciadores que no dia 24 de setembro comparecerão ao Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Na ocasião, os inscritos terão a oportunidade de conhecer as amostras mais representativas da Safra 2016 e degustar na taça 16 produtos dessa seleção. “Este é o ápice do evento, quando os apreciadores poderão conhecer o resultado do minucioso trabalho realizado desde a coleta nas 46 vinícolas participantes até as degustações dos seletos grupos de enólogos”, destaca o chefe geral da Embrapa Uva e Vinho, entidade responsável pela coordenação técnica do evento, Mauro Zanus.

Degustação de Seleção ANV 2015 - foto Jeferson Soldi (2)

FONTE: CONCEITOCOM Brasil

Espumantes brasileiros são premiados em concurso da França

Ao longo de dois dias, 55 especialistas internacionais degustaram 244 amostras no concurso Muscats du Monde 2016, realizado de 29 a 30 de junho em  Frontignan-la-Peyrade, na região Languedoc Roussillon, na França. Entre as amostras inscritas por vinícolas de 22 países, quatro produtos brasileiros foram premiados e um deles integrou o Top 10 do concurso, confirmando o potencial dos espumantes do Brasil.

Há 16 edições o concurso Muscats du Monde avalia vinhos e espumantes das variedades de uvas moscatéis de diversos países, descobrindo diferentes aromas e sensações despertados por produtos dos mais variados terroirs. Neste ano, foram concedidas 81 medalhas, sendo 29 de Ouro e 52 de Prata.

 Vinhos Premiados

Top 10* Best Muscats du Monde 2016

Pietro Felice Moscatel Espumante – Irmãos Molon

 Medalha de Ouro

Pietro Felice Moscatel Espumante – Irmãos Molon

Casa valduga Espumante Moscatel – Casa valduga Vinhos finos

 Medalha de Prata

Zanotto Espumante Moscatel – Vinícola Campestre

Guatambu recebe cinco medalhas na Grande Prova Vinhos do Brasil 2016

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, recebeu nesta quarta-feira, 03 de agosto, cinco medalhas na Grande Prova Vinhos do Brasil 2016. O evento de divulgação da avaliação, promovida pelo Ibravin em parceria com o Grupo BACO, ocorreu no Hotel Casacurta em Garibaldi, na Serra Gaúcha.

O vinho Da Estância Branco foi o campeão na categoria Brancos de Outras Castas e Cortes. Corte das uvas Chardonnay, Gewürztraminer e Sauvignon Blanc, o rótulo da safra 2015 destaca-se pelo frescor e complexidade aromática, apresentando excelente equilíbrio entre álcool e acidez.

Mais quatro rótulos da vinícola receberam Medalha de Ouro em suas categorias, sendo três tintos e o espumante Poesia do Pampa Brut. O vinho Épico, grande campeão em 2015 na categoria Tinto Corte, recebeu mais uma medalha, assim como os rótulos Lendas do Pampa Tannat e Lendas do Pampa Cabernet Sauvignon, ainda não lançados no mercado.

A nova linha ultra premium da Guatambu terá três rótulos de tintos varietais – Cabernet Sauvignon, Tannat e Tempranillo, com edições limitadas de 1100 garrafas de cada rótulo. Elaborados com as melhores parcelas de cada uva, com muita personalidade e identidade, apresentando por completo o terroir da Campanha Gaúcha. As bebidas devem estar à venda no mercado no final de agosto.

A prova reuniu cerca de 850 rótulos, de 110 produtores de oito estados, apresentados em 28 categorias, com 30 vencedores. O destaque ficou para o grande salto de qualidade dos tintos brasileiros, em comparação com as edições anteriores. “Os resultados, somando-se ao trabalho do anuário, terminam por ser uma grande referência para o mercado, tanto trade, como consumidor, pois trazem de forma bem elaborada e didática o nosso acompanhamento ano a ano da nítida evolução qualitativa dos nossos vinhos, sempre com muitas novidades”, destacou o organizador do evento, Sérgio Queiroz.

Os resultados serão divulgados pelo Anuário Vinhos do Brasil 2016/2017. Seguindo normas da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), o número de medalhas foi limitado a 30%. No total, foram cinco medalhas de duplo-ouro, 160 medalhas de ouro e 90 medalhas de prata. Espumante Brut Champenoise e Tinto Super Premium foram as categorias com mais medalhas de ouro, com 31 e 37, respectivamente.

O júri foi formado pelo enólogo francês Michel Friou, da vinícola Almaviva; por Danio Braga – chef e sommelier, fundador da ABS Brasil; Sebastián Rodrigues, enólogo da Concha y Toro; Diego Arrrebola, sommelier, atual bi-campeão brasileiro; Vladimir Veliz, do CanaldelVino.com; Gilberto Pedrucci, enólogo e presidente do Sindivinho; Marcio Oliveira, responsável pelo site Vinotícias; Ed Arruda, sommelier-chefe do Copacabana Palace; Ricardo Farias, presidente da ABS-Rio; Celio Alzer, professor da ABS-Rio; Roberto Rodrigues, diretor da ABS Rio; Homero Sodré, delegado de Bordeaux no Brasil pelo CIVB; Jô Sodré, Professora de Vinhos da Universidade Estácio de Sá; Maria Helena Tahuata, vice-presidente da ABS Rio; Romeu Valadares, jornalista; Luiz Fernando Silva, do Grupo Pão de Açúcar; Sergio Queiroz, grupo Baco; e Marcelo Copello, do grupo Baco e presidente do júri. As amostras foram avaliadas no mês de junho, em evento no Rio de Janeiro.

Anuário Vinhos do Brasil

O Anuário Vinhos do Brasil 2016/2017 é uma publicação bilíngue, editada em parceria entre o Grupo BACO o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), trazendo um panorama completo da indústria do vinho brasileira, das regiões produtoras, dos vinhos, do enoturismo, sendo hoje a principal referência editorial do setor, seja no Brasil ou no Exterior, onde é distribuído em mais de 100 postos e embaixadas pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE).

 O Grupo BACO, idealizador e organizador da Grande Prova Vinhos do Brasil, é uma empresa de comunicação que tem na geração de conteúdo e nos eventos sua plataforma de atuação. Também é responsável pela edição da revista BACO, do Anuário Vinhos do Brasil, entre outros produtos editoriais, além de uma série de eventos no Brasil e exterior. Destaque para o Rio Wine and Food Festival,realizado na cidade do Rio de Janeiro.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Desde maio de 2016 funciona com 100% de energia solar, tornando-se o primeiro empreendimento da área na América Latina movida através de energia limpa. estanciaguatambu.com.br | guatambuvinhos.com.br

vinhodaestanciabranco

Fonte: Assessoria de Flor em Flor