Festival de Vinhos de Inverno – São Joaquim/SC

Os Vinhos Finos de Altitude possuem grande potencial para conquistar o mundo, seja pelas premiações, pelo terroir ou pelas histórias encantadoras. Para abrilhantar ainda mais o Festival de Inverno, acontece de 26 a 28 de Julho o “Festival Vinhos de Inverno” no Pavilhão de exposições, no Parque Nacional da Maçã. 🍷

Com participação de 11 vinícolas da Serra Catarinense, o evento trará o que a Serra tem de melhor em vinhos e proporcionará momentos especiais com sensações intensas e inesquecíveis.

São as participantes: Abreu Garcia, Leoni di Venezia, Pericó, Quinta da Neve, Serra do Sol, Suzin. Villa Francioni, Villagio Bassetti, Villaggio Conti, Vinhedos Monte Agudo e Vivalti.

Participe, deguste, surpreenda-se!

Anúncios

DAL PIZZOL CELEBRA 45 ANOS DE ATIVIDADES E LANÇA VINHO COMEMORATIVO

Localizada na ERS-431, no distrito de Faria Lemos, em Bento Gonçalves, integrante da Rota Cantinas Históricas, a Vinícola Dal Pizzol está celebrando 45 anos de história. Para isto, reuniu no sábado, dia 13 de julho, empresários, fornecedores, amigos e profissionais da imprensa que acompanham a área vinícola, para um momento especial.
Com a recepção e boas vindas dos diretores Antônio e Rinaldo Dal Pizzol, do enólogo Dirceu Scottá e equipe da vinícola, a atividade marcou poda simbólica, visita ao Ecomuseu da Cultura do Vinho, a enoteca (com garrafas produzidas desde sua fundação) seguida de almoço de confraternização.
Antônio Dal Pizzol destaca que “é uma história de uma vinícola. Esta caminhada você tem que ter paixão, faz com que você tenha persistência, continuidade e minimizando as dificuldades. O lado bom é ótimo, mas no fundo o que nos encoraja e faz continuar são as pessoas, o grande patrimônio que uma empresa principalmente na área de vinho tem”, comentou.
Atualmente, a Dal Pizzol elabora anualmente cerca de 300 mil garrafas (225 mil litros). Desde que fez 25 anos, a cada cinco, lança um vinho para marcar este tipo de data. E assim foi, com a mais recente novidade o Dal Pizzol 45 anos, exemplar que mescla variedades Marselan, Petit Verdot e Alicante Bouschet.
Scottá salientou que o papel do enólogo é cada vez mais importante para uma empresa que ultrapassa quatro décadas. “É a pessoa que tem que conhecer desde o plantio do vinhedo, a concepção da vinha até o gosto particular de cada consumidor”, disse, o profissional que completa 27 anos na empresa.
O vinho de aniversário é bastante intenso, robusto, encorpado, fino e elegante, de coloração intensa, aromas de frutas maduras com leve toque madeirado, algo de especiarias. Um corte com 50% de passagem em barrica de carvalho francês.

DAL PIZZOL 45 ANOS

DESCRIÇÃO

É um vinho único, que mescla três variedades pouco conhecidas no Brasil, mas de grande potencial enológico, as uvas Marselan, Petit Verdot e Alicante Bouschet. Um vinho bastante intenso, robusto, encorpado, fino e elegante, de coloração intensa, aromas de frutas maduras com leve toque madeirado, algo de especiarias. Este corte único, terá 50% de passagem em barrica de carvalho francês e faz parte da busca por novas variedades e consequentemente vinhos, que a Dal Pizzol vem realizando nos últimos anos.
Com certeza um vinho inesquecível, para marcar os 45 anos de trabalho da Dal Pizzol!

CARACTERÍSTICAS DAS UVAS

MARSELAN – essa variedade tem uma característica ímpar. Criada a partir das espécies Cabernet Sauvignon e Grenache Noir, essa uva tem origem francesa com aromas e sabores inusitados e diferentes. Com coloração intensa e aromas que lembram frutas vermelhas frescas e cacau, a uva Marselan começou a ser comercializada no Brasil a partir de 2002. Devido às peculiaridades no sabor, a qualidade dessa uva tem ganhado força e, a cada safra, novos produtores têm lançado rótulos no mercado.

PETIT VERDOT – essa variedade originalmente era cultivada na região de Bordeaux/França. É uma uva tinta que serve para o corte, ou seja, para a elaboração de vinhos produzidos com a mistura de diversas variedades de uvas. Costuma originar vinhos mais robustos, com taninos presentes e coloração intensa. A intensidade da cor é resultado da casca grossa que concentra bastante tanino e antocianina, o pigmento responsável pela coloração. Os aromas têm mais presença floral com notas de frutas maduras. Por ter essa pegada mais rústica, a Petit Verdot entra muitas vezes em cortes com outras variedades.

ALICANTE BOUSCHET – é uma variedade que é a união das castas Petit Bouchet e Grenache. Produz vinhos escuros e profundos, de aromas frutados com notas de especiarias como pimenta e canela. É uma cepa muito utilizada em cortes, nos quais participa acrescentando cor e taninos. Porém, principalmente no Alentejo/Portugal, a Alicante Bouschet às vezes é responsável por vinhos varietais muito impressionantes. Seus taninos e sua acidez combinam muito bem, como por exemplo, com robustas carnes vermelhas.

Fonte: http://www.gazetanewsrs.com.br/2019/07/18/dal-pizzol-celebra-45-anos-de-atividades-e-lanca-vinho-comemorativo/