Ibravin realiza encontros para estimular formalização e ampliar presença nas regiões produtoras

Estimular a formalização de produtores e ampliar a presença institucional do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) nas regiões produtoras do Rio Grande do Sul e de outros estados do país estão entre os principais objetivos do Projeto Regional de Articulação Institucional. Nesta semana, os vitivinicultores dos municípios gaúchos da Serra do Sudeste, da Campanha e da região da Fronteira com o Uruguai participarão de reuniões com dirigentes do setor e com o agrônomo Leandro Venturin.

Na Serra do Sudeste, o encontro ocorre amanhã (21), às 18h, no Sindicato Rural de Encruzilhada do Sul. A atividade voltada para os produtores da Campanha será realizada nesta quinta-feira (22), às 13h30min, no escritório da Emater de Bagé. Já os agricultores e produtores de vinho da região da Fronteira com Uruguai se reunirão com os dirigentes na sexta-feira (23), às 8h30min, no auditório do Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia (Crea), em Santana do Livramento.

 

Desde o final do mês de outubro, dirigentes do Ibravin e de entidades que integram o Conselho Deliberativo estão percorrendo o estado do Rio Grande do Sul para dialogar com os produtores, levar informações do setor, orientar para que acessem e incluam seus dados no Cadastro Vitivinícola e também forneçam informações sobre as principais dificuldades e as formas de superar os gargalos e entraves na produção de uva para processamento e da elaboração e comercialização de vinhos e derivados. A iniciativa é operada pela empresa Terra do Futuro. Até o final da execução do projeto, com encontros realizados também em Santa Catarina, cerca de 300 produtores, de 60 municípios, deverão ter participado dos encontros.

 

Segundo o diretor de Relações Institucionais do Ibravin, Carlos Paviani, um dos focos das reuniões é prestar informações e estimular a formalização dos produtores de vinhos e sucos.

“Para isso, os pequenos produtores contam com duas opões: os agricultores familiares podem utilizar-se da Lei do Vinho Colonial, também conhecido como Artesanal, e o Simples Nacional, que a partir deste ano foi ampliado para o setor vinícola”, explicou.

Desde que o setor conquistou esse pleito foram mais de 300 empresas que optaram pelo regime tributário simplificado. Entre os benefícios estão a diminuição de custos tributários e a desburocratização da atividade.

Paviani cita, ainda, que estão sendo repassadas informações para os viticultores que se encaixam nos pré-requisitos para serem enquadrados na Lei do Vinho Colonial: produzir até 20 mil litros por ano, com 100% da matéria-prima própria. A medida permite que os agricultores vendam os seus produtos na propriedade ou em feiras no município.

Produtores relatam demandas nas propriedades

Em diversas regiões gaúchas uma das principais demandas é a solução de problemas ocasionados pela deriva dos agrotóxicos e os danos graves aos parreirais. Leonardo Schaf, vitivinicultor de São Sepé, participou de reunião realizada em Santa Maria no dia 30 de outubro e contou que tem sua produção prejudicada com a deriva de agrotóxico e que a sua preocupação vai além do parreiral.

“A minha produção está muito prejudicada por esse problema, até já passei mal na minha propriedade por causa disso. Mas agora vamos esquecer o parreiral e ver a nossa volta, são nossos filhos, nossos netos, nossas crianças que estão neste ambiente perigoso, sujeitos a estarem respirando esse produto. É um problema de saúde pública, precisamos de um novo futuro”, disse.

Já está em andamento uma ação de fiscalização, através da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi/RS), que conta com a coleta de material dos parreirais na tentativa de identificar o agrotóxico e buscar as soluções adequadas. O Ibravin vem alertando os órgãos de fiscalização desde 2015.

Na Encosta da Serra, a demanda que teve destaque foi a necessidade de Assistência Técnica e a legalização da produção familiar rural. O agricultor Sadi Somacal, de Guaporé, está investindo na cantina e vê nestes encontros a oportunidade de estar aprimorando seu conhecimento sobre a formalização.

“Desde a época do meu avô sempre tivemos parreirais, mas era para consumo próprio. Agora, eu e meu irmão estamos trabalhando para abrir a cantina com apenas produção de uvas viníferas, e a cartilha do Vinho Colonial nos auxiliará muito para estar dentro do padrão”, completou.

Objetivos do projeto
– Ampliar a presença do Ibravin e suas instituições com viticultores, vinícolas e potenciais empreendedores em distintas regiões do Rio Grande do Sul e em outras localidades brasileiras;

– Estimular o associativismo regional de vitivinicultores e proporcionar a inclusão no sistema vitivinícola;

– Disseminar aspectos legais e de orientação à formalização de vinícolas, seja no modelo do Vinho Colonial para Agricultores Familiares ou pelo Simples Nacional;

– Compreender as demandas e organizar soluções aos desafios identificados com os grupos de vitivinicultores atendidos;

– Orientar produtores à adesão ao Cadastro Vitivinícola;

– Prospectar e encaminhar as demandas específicas de grupos ou associações e cooperativas de vitivinicultores;

– Promover o envolvimento, em cada região, dos diferentes atores públicos e privados que se inter-relacionam com a produção vitivinícola;

– Visitar unidades produtivas representativas dos participantes do evento;

– Relatar de forma sistemática os gargalos tecnológicos, legais e outros das regiões envolvidas.

1542735762-0

Assessoria de Imprensa Ibravin: http://www.ibravin.org.br
Martha Caus: (54) 3538.3048 | (54) 9.8111.4450 – imprensa@ibravin.org.br
Cassiano Farina: (54) 3538.3048 | (54) 9.9937.9027 – imprensa2@ibravin.org.br
Camila Ruzzarin: (54) 3538.3048 | (54) 9.9190.1392 – imprensa3@ibravin.org.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s