Brasil estreia na principal feira de vinhos da Colômbia

Com paladar similar aos brasileiros, logística facilitada pela proximidade continental e um mercado de consumidores em crescimento, a Colômbia está entre os 10 principais destinos das exportações vinícolas verde-amarelas nos últimos cinco anos. Manter o país entre os primeiros mercados das comercializações de vinhos, espumantes e sucos de uva 100% faz parte das estratégias dos projetos setoriais Wines of Brasil e 100% Grape Juice of Brazil, desenvolvidos pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Na próxima semana, as iniciativas, em parceria com Embaixada do Brasil em Bogotá, levam a marca brasileira para a 13ª Expovinos, principal feira de vinhos da Colômbia, que ocorre no centro de eventos Corferias, na Capital. De 1º a 4 de agosto, a pluralidade dos produtos nacionais estará representada por seis vinícolas: Arbugeri, Casa Perini, Miolo, Mioranza, Salton e Santini. Além do Brasil, participam também países das Américas e da Europa.

“Levaremos uma amostra da diversidade, da qualidade e do potencial da indústria vitivinícola brasileira. Os nossos vinhos e espumantes são jovens, leves e autênticos, o que fazem com que sejam reconhecidos e premiados internacionalmente. Outro grande destaque será o suco de uva 100%, que teve um crescimento de mais de 450% dentro do Brasil nos últimos 10 anos”, aponta Diego Bertolini, gerente de Promoção do Ibravin, que estará in loco acompanhando a estreia dos projetos setoriais na feira.

O executivo destaca, ainda, que o objetivo é a consolidação da imagem coletiva.

“Será uma grande oportunidade para o Brasil. Por muitos anos, o mercado colombiano foi um dos principais destinos das exportações de vinhos nacionais. Em 2017, o setor iniciou um trabalho coletivo para construir e consolidar a categoria em países-chave da América Latina”, detalha.

O Embaixador do Brasil em Bogotá, Julio Glinternick Bitelli, destaca a participação brasileira como país convidado e sublinha o potencial do mercado colombiano para o vinho brasileiro.

“Será nossa primeira participação na Expovinos. E é uma excelente oportunidade ter o Brasil como país convidado especial desta 13ª edição da feira, na qual poderemos apresentar os resultados da evolução de nossa indústria vitivinícola. Fechamos 2017 com mais de US$ 15 milhões comercializados no mercado internacional em sucos, vinhos e espumantes, um crescimento de 17,3% nas exportações em comparação com o ano anterior. Nesse contexto de expansão, a Colômbia figura como um grande mercado potencial”, ressalta.

Palestras e degustações brasileiras         
Durante a 13ª edição da Expovinos, o Brasil também estará com os holofotes direcionados em palestras e degustações orientadas. Serão três apresentações nos quatro dias de feira.

Às 11h do primeiro dia, o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, e o sommelier Vinícius de Miranda Santiago farão uma palestra exclusiva para 20 convidados da Embaixada brasileira sobre os terroirs dos vinhos do Brasil. Serão provados os rótulos Moscatel Rio Bravo (Mioranza), Casa Perini Moscatel (Casa Perini), Paradoxo Brut (Salton), Merlot Esfera (Arbugeri) e suco de uva 100% (Santini). A mesma apresentação com degustação orientada será feita por Santiago no dia 3, às 17h, para o público da feira. Serão 45 lugares.

No último dia de evento, às 17h, a Expovinos promove um bate-papo sobre o Brasil e a vitivinicultura, com a presença do embaixador do Brasil Julio Glinternick Bitelli, do gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, e do sommelier Vinícius de Miranda Santiago. A iniciativa é voltada para jornalistas e formadores de opinião.

Sobre o Wines of Brasil e o 100% Grape Juice of Brazil          
O Wines of Brasil e o 100% Grape Juice of Brazil são iniciativas de promoção comercial dos vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros no mercado externo, desenvolvidas desde 2002 entre o Ibravin e a Apex-Brasil. Os projetos setoriais contam, atualmente, com a participação de 42 vinícolas e têm como mercados-alvo os Estados Unidos, Reino Unido, China e Paraguai. Nos últimos anos, cerca de 95% das empresas que aderiram às ações conseguiram dar continuidade em suas exportações, devido ao suporte, aos programas de capacitação oferecidos e ao trabalho setorial de consolidação da imagem dos rótulos nacionais no Exterior. Mais informações podem ser obtidas nos sites http://www.winesofbrasil.com, http://www.grapejuiceofbrazil.com e http://www.ibravin.org.br.
feira colombia

Assessoria de Imprensa Ibravin: www.ibravin.org.br
Martha Caus: (54) 3538.3048 | (54) 9.8111.4450 – imprensa@ibravin.org.br
Cassiano Farina: (54) 3538.3048 | (54) 9.9937.9027 – imprensa2@ibravin.org.br
Camila Ruzzarin: (54) 3538.3048 | (54) 9.9190.1392 – imprensa3@ibravin.org.br

Anúncios

Ibravin e Sebrae firmam convênio de R$ 5 milhões

O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) renovam na próxima sexta-feira (27) o convênio para o projeto Valorização dos Vinhos Brasileiros. As entidades destinarão R$ 5 milhões para investimentos em iniciativas que terão como foco a qualificação da cadeia, a valorização da produção e o fortalecimento comercial do vinho brasileiro no mercado interno. A assinatura será realizada durante o evento Prospera Agro (leia mais abaixo), na sede do Sebrae Nacional, em Brasília (DF). Estarão presentes o presidente do Ibravin, Oscar Ló, e a diretora técnica e presidente em exercício do Sebrae, Heloisa Menezes.

Até março de 2020, o projeto beneficiará vinícolas de pequeno e médio porte, agentes comerciais, viticultores, produtores informais e estabelecimentos e profissionais de alimentação fora do lar em sete estados brasileiros e no Distrito Federal, somando cerca de seis mil pessoas impactadas diretamente. Além disso, as ações contemplarão também eventos de promoção para consumidores finais. Este é o terceiro convênio firmado entre o Ibravin e o Sebrae Nacional. A contrapartida do Instituto é proveniente de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura (Fundovitis).

Umas das novidades do plano de trabalho entre o Ibravin e o Sebrae é o incentivo a regularização de agricultores familiares como produtores de vinho colonial ou artesanal, enquadrados na Lei do Vinho Colonial, e o estímulo ao aumento da formalização de vitivinicultores de uva através da adesão ao Simples Nacional, que começou a vigorar para o setor neste ano. A expectativa é que mil produtores conheçam os benefícios do regime por meio de workshops online e presenciais e envios de informações.

Outra demanda inédita será o fortalecimento das Indicações Geográficas (IG) para os vinhos e espumantes nacionais, que atestam a vocação e a qualidade de determinada região para a elaboração de produtos específicos. Serão trabalhadas as seis certificações existentes no Brasil: as Indicações de Procedência Pinto Bandeira, Altos Montes, Vales da Uva Goethe, Monte Belo e Farroupilha e a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos. Cem profissionais de seis regiões vinícolas e outros 100 produtores rurais devem ser mobilizados.

Consolidado em convênios anteriores, o Programa Alimentos Seguros (PAS) Uva para Processamento ampliará sua atuação para além do Rio Grande do Sul. Durante o ciclo, o PAS sensibilizará produtores e empresas de mais três estados para que participem do programa. As unidades da Federação contempladas ainda estão sendo definidas pelas entidades.

Já o Qualidade na Taça, que capacita desde 2014 os profissionais de alimentação fora do lar no trabalho com rótulos brasileiros, promoverá neste biênio, além de iniciativas nas capitais estaduais, qualificações para os pequenos estabelecimentos do setor de bares e restaurantes em municípios do interior com foco em regiões turísticas. Também será realizado um curso online para 3,5 mil potenciais empreendedores interessados em ampliar seus conhecimentos sobre o vinho. O projeto piloto do treinamento presencial iniciou neste mês, nos dias 9 e 10 de julho, em Santa Catarina.

“Esse convênio ajuda toda a cadeia de pequenos produtores a se desenvolver, desde o produtor de uva que é atendido pelo PAS Uva para Processamento, até o pequeno restaurante que é qualificado pelo programa Qualidade na Taça. Entre uma ponta a outra, as vinícolas de menor porte são beneficiadas através de ações de acesso ao mercado, de orientação para o Simples Nacional e de iniciativas de promoção para os territórios, como é o caso das Indicações Geográficas. É uma proposta que estabelece à toda a cadeia uma relação de ganha-ganha”, acredita o presidente do Ibravin, Oscar Ló.

A diretora Técnica e presidente em exercício do Sebrae, Heloisa Menezes, reforça a importância de parcerias estratégicas, como a realizada entre a entidade e o Ibravin, para que o setor possa avançar com a competitividade e a sustentabilidade dos pequenos negócios.

“O Sebrae tem investido, ao longo dos anos, em iniciativas que qualificam a cadeia produtiva vitivinícola para melhoria das práticas de gestão, valorização das Indicações Geográficas e promoção comercial para sensibilização do consumo do vinho e suco de uva brasileiros. Alianças estratégicas dinamizam a nossa atuação e promovem a competitividade dos pequenos negócios de toda a cadeia, nosso principal objetivo. A parceria com o Ibravin fortalece e dá continuidade ao nosso apoio com um conjunto de iniciativas relacionadas não só a gestão, acesso à mercado, inovação e tecnologia, mas também de questões tributárias que contribuem com a sustentabilidade do setor. Uma das conquistas recentes refere-se à inserção da categoria no Simples Nacional”, avalia Heloisa.

Segundo levantamentos do Ibravin e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Uva e Vinho, estima-se que no Brasil existam 1,1 mil vinícolas, sendo que 90% delas são micro e pequenas empresas, e que cerca de 200 mil pessoas estejam envolvidas com a cadeia da uva e do vinho. Só no Rio Grande do Sul, maior estado produtor do país, são 15 mil famílias ligadas diretamente com o setor. Por ano, a produção vinícola gaúcha movimenta cerca de R$ 2,5 bilhões.

O convênio em números

  • R$ 5 milhões destinados para qualificação da cadeia, valorização da produção e fortalecimento comercial
  • Sete estados prioritários para atuação (RS, SC, PR, SP, RJ, MG e PE), além do Distrito Federal          
  • 200 estabelecimentos, 600 profissionais 3,5 mil potenciais empreendedores de alimentação fora do lar serão capacitados pelo Qualidade na Taça
  • Articulação com as unidades estaduais do Sebrae para ampliação do PAS Uva para Processamento
  • Sensibilização de 1.000 produtores informais de vinho para adesão do Simples Nacional
  • Mobilização de 60 pequenas vinícolas e outros 100 produtores rurais em ações de fortalecimento das IGs
  • Promoção dos vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros em mídias e eventos regionais e nacionais

Simples Nacional para vinícolas será debatido no Prospera Agro

Durante o Prospera Agro, além da assinatura do convênio com o Ibravin, também serão firmados planos de trabalho com outras duas instituições, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O Sebrae também irá aderir ao Global Gap e iniciar uma atuação estratégica de apoio à adoção das boas práticas agrícolas pelos pequenos produtores rurais.

O evento fechado para convidados aproveitará a presença de especialista em diversos segmentos do agronegócio para debater sobre a importância dos pequenos negócios rurais para a economia do país. A programação celebra os Dias do Produtor Rural (25) e do Agricultor (28).

Carlos Paviani, diretor de Relações Institucionais do Ibravin, foi convidado para participar do painel Regulamentação de leis que impactam os pequenos negócios rurais, que será apresentado das 15h30min às 17h. Ele abordará a importância do Simples Nacional para vitivinicultura.

Em vigor para o setor desde janeiro deste ano, o regime simplificado de tributação já foi aderido por 297 vinícolas brasileiras, sendo que destas 229 são empresas gaúchas. No enquadramento, empreendimentos com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões tem redução na carga tributária, além de benefícios com a desburocratização.

“Fizemos um estudo que identificou que em alguns casos mais da metade do valor final de uma garrafa de vinho, quando chega ao consumidor, é de tributação. Com a adesão ao Simples, a carga tributária do produto pode cair de 51% para 15%, por exemplo”, informa o diretor de Relações Institucionais do Ibravin, lembrando que o regime simplificado deve incentivar também a formalização de centenas de produtores em pelo menos 10 estados brasileiros.

“A entrada em vigor do Simples Nacional está trazendo maior competitividade às micro e pequenas empresas. Com esse fôlego, muitas vinícolas estão investindo em enoturismo, favorecendo a sustentabilidade do setor”, completa Paviani.

A programação completa do Prospera Agro pode ser conferida no site oficial do evento, em www.prosperaagro.com.br. As atividades iniciam às 9h30min.

ibravne sebrae.jpg

Assessoria de Imprensa Ibravin: www.ibravin.org.br
Martha Caus: (54) 3538.3048 | (54) 9.8111.4450 – imprensa@ibravin.org.br
Cassiano Farina: (54) 3538.3048 | (54) 9.9937.9027 – imprensa2@ibravin.org.br
Camila Ruzzarin: (54) 3538.3048 | (54) 9.9190.1392 – imprensa3@ibravin.org.br

Nota de Degustação: Salton Paradoxo Chardonnay 2014

Se há um vinho Branco que eu gosto de recomendar, esse é o Salton Paradoxo Chardonnay.

Elaborado 100% com a variedade Chardonnay, 20% do mosto é levado à barricas de carvalho norte-americano para que siga com a fermentação. O restante continua em tanques de aço inoxidável a uma temperatura controlada de 17ºC. Uma vez concluída a fermentação, o vinho em barricas permanece seis meses sobre as leveduras, com battonages semanais.

Apresenta uma coloração amarelo palha normal, límpido. Aroma elegante, intenso, predominando as notas cítricas, abacaxi, maracujá e maçã verde. Acidez na medida certa, boa persistência, muito agradável em boca, e no retrogosto predominando as notas de abacaxi, nuances minerais e leve nota da levedura. Um vinho de muita qualidade, muito bem elaborado! Pronto para consumo.

WhatsApp Image 2018-07-09 at 18.34.57(2)

Quer saber mais sobre o vinho? https://www.salton.com.br/produtos/contemporaneo/salton-paradoxo-chardonnay

Nota de degustação: Salton Intenso Teroldego + Marselan

Hoje é dia de falarmos do vinho Salton Intenso, elaborado com as variedades Teroldego e Marselan, safra 2015, sem passagem por barrica de carvalho.

Esse vinho surpreende pela qualidade e seu custo benefício, apresentando uma coloração Rubi normal. Límpido. Qualidade aromática acima da média, muito elegante e intensa, destacando as notas de ameixa, amora e notas de especiarias. Em boca apresenta taninos aveludados, muito macio, com persistência mediana. Retrogosto predominam as notas frutadas, principalmente a ameixa e a amora, e nuances florais e especiarias. Um vinho equilibrado, ideal para o dia a dia.

WhatsApp Image 2018-07-09 at 18.34.57

Quer saber mais sobre esse vinho? https://www.salton.com.br/produtos/contemporaneo/salton-intenso-marselan-e-teroldego

Nota de Degustação: Vinícola Fazenda Santa Rita Merlot Rosé 2017

Hoje é dia de falar sobre um dos melhores vinhos Rosé brasileiro. Vindo da região dos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul, esse vinho Rosé é elaborado com a variedade Merlot, safra 2017.

Coloração Salmão normal com algum reflexo rosado. Límpido. Em relação a análise olfativa, é muito elegante e intenso, predominando as notas de ameixa, morango, pêssego e rosas. Acidez na medida certa, leve e refrescante. Retrogosto predominando as notas de ameixa, morango e floral. Um espetáculo de vinho!

Esse vinho apresenta um custo de R$ 50,00. Excelente custo-benefício!

Onde comprar? https://www.vinicolafazendasantarita.com.br/produto/merlot-rose-2016-fazenda-santa-rita-safra/

WhatsApp Image 2018-07-09 at 18.34.58(1)

Sobre a Vinícola (Retirado do site da Vinícola Fazenda Santa Rita)

A Vinícola Fazenda Santa Rita materializa sua busca pela excelência no ano de 2016, assumindo o controle total de sua produção de vinhos, que chega a 100 mil garrafas por ano. A construção da Unidade Industrial da Vinícola em meio aos vinhedos tem como objetivo concentrar qualidade de produção e memória histórica, já que o prédio é uma réplica da Casa da Alfândega de Florianópolis/SC.

Com o objetivo de cultuar a tradição açoriana nos Campos de Cima da Serra, a fim de que não se percam as origens familiares através do tempo, a Vinícola Fazenda Santa Rita, por meio de seu fundador e proprietário, Agamenon Lemos de Almeida, dá um grande passo em sua trajetória no mundo dos vinhos, inaugurando a unidade industrial da Vinícola.

Um espaço singular, com feições lusitanas que remetem os visitantes às legítimas tradições açorianas, seus usos, costumes e a riqueza de sua gastronomia. Desde a arquitetura, até os objetos e decorações, tudo foi pensado para abrir uma nova página da história da cultura açoriana no Sul do Brasil.

São 1.175m², divididos em três pavimentos. Uma construção que conta com espaço para vinificação dos vinhos, escritório administrativo, recepção de visitantes, venda dos produtos, além da cave, um espaço especial, localizado no subsolo da construção. Detalhe para os acabamentos, iluminação e decoração que remetem à cultura açoriana, como quadros dos artistas plásticos Jesus Fernandes e do Vacariense Carlos Rigotti, além dos trabalhos em renda de bilro, que estão emolduradas na Cave da Vinícola.

Nota de Degustação: Espumante Batalha Champenoise Brut Branco

Espumante elaborado com 100% de uvas Chardonnay, através do método tradicional (Champenoise) com a segunda fermentação na própria garrafa por um período de 18 meses em contato com a levedura.

Apresenta uma coloração palha normal. Límpido, apresentando um perlage fino e intenso. Qualidade aromática a ser destacada, muito intenso e elegante, predominando as notas frutadas (principalmente o abacaxi), baunilha, mel e coco queimado. Bom volume de boca, acidez equilibrada, intenso, retrogosto predominando as notas de abacaxi, casca de pão, amêndoas. No geral, um ótimo espumante!

Premiações desse espumante:

Medalha de Prata na grande prova de vinhos do Brasil 2016, realizada pela Baco Multimídia, maior referência mundial no setor que utiliza critérios internacionais na avaliação.

Medalha de Ouro pelo júri profissional no concurso Brinda Brasil em Brasília em Junho de 2016.

Medalha de Prata pelo júri dos enófilos no concurso Brinda Brasil em Brasília em Junho de 2016.

Avaliado com nota 8,6 em degustação às cegas promovida pela Revista Menu em 2015.

Medalha de Ouro no X Concurso do Espumante Brasileiro, promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), em evento realizado de 18 a 20 de Outubro de 2017 em Garibaldi – RS.

WhatsApp Image 2018-07-09 at 18.34.58

Conhece a Vinícola Batalha? Abaixo um pouco da história (retirado do site da Vinícola):

Em uma propriedade de 29 hectares estamos nascendo neste mundo encantador e hipnótico da vitivinicultura. O vinho está ligado a história. O privilégio de estarmos localizados nas terras onde ocorreu a Batalha do Seival nos enche de orgulho e motivação para iniciarmos outra história, a revolução do vinho brasileiro. Confiamos na fertilidade desta terra, no clima do paralelo 31º e principalmente, confiamos nas pessoas que nos cercam.

Quase dois séculos depois da Batalha do Seival, neste mesmo local, nasce o vinho Batalha, encorpado por nossa história e produzido em condições ideais de clima e solo na região considerada berço dos grandes vinhos do Rio Grande do Sul. Região essa, localizada no paralelo 31º, latitude onde atualmente se encontram os melhores vinhos do novo mundo.

Mais de 50 rótulos, gastronomia, palestras e música num encontro sensorial

Duas grandes palestras, um bate papo com especialistas, jantar em ilhas com degustação de mais de 50 rótulos de 46 vinícolas de diversas regiões produtoras do Brasil e boa música. Assim será o 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho, que acontece dia 28 de julho em Bento Gonçalves. Um momento para viver, degustar, sentir, aprender e se divertir. Aberto ao público, o evento propõe uma experiência única em torno da gastronomia, dos vinhos e do turismo. A Capital Brasileira do Vinho vai ser palco deste tripé sensorial, levando cada participante a mergulhar neste universo de sensações.

 A programação inicia às 16h30min na Fundação Casa das Artes com a palestra ‘Vinho Brasileiro: Expressão e Diversidade’, ministrada pelo escritor e estudioso Rogério Dardeau. Autor de quatro livros sobre vinhos, Dardeau também é orientador de degustações e professor da disciplina ‘Vinhos Brasileiros’ no curso de extensão ‘O Negócio do Vinho’, da Universidade Fundação Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro. É membro da Fédération Internacional des Journalistes et Écrivains des Vins et Spiritueux (FIJEV), com sede em Paris. Dardeau vai passear pela diversidade brasileira de terroirs, mostrando a pluralidade da expressão nacional em torno do vinho.

Na sequência, o chef paraense Thiago Castanho vai temperar o encontro com pitadas de inovação. Pela primeira vez na região, o apresentador do reality Cozinheiros em Ação, da GNT, vai conduzir uma palestra ‘Conversando sobre gastronomia no mundo do vinho’. Castanho é titular do restaurante premiado Remanso do Bosque, em Belém, que junto com o Remanso do Peixe, foi eleito três vezes chef do ano pela edição Veja Comer & Beber Belém. Paraense, é inspirado na culinária tradicional amazônica e sua especialidade são os peixes assados na brasa. Hoje, é considerado um dos chefs mais inovadores do Brasil. A paixão pela gastronomia surgiu há algum tempo, inspirado em seu pai Francisco, que já tinha um restaurante e atuava nesta área. O menino de apenas 12 anos começou a se inserir nesta rotina de trabalho e quando descobriu o gosto pela culinária, passou a estudar gastronomia no Senac de Campos do Jordão (SP) e, de lá, passou uma temporada de seis meses em Portugal, estagiando com Vitor Sobral, dono do Tasca da Esquina. Castanho participou do programa Estrelas, com a apresentadora Angélica, e também já esteve mostrando um pouco de seu trabalho no Mais Você com Ana Maria Braga.

Dardeau e Castanho também participarão de um bate papo mediado pela mestre em Turismo, autora do blog Viajante Maduro e presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Ivane Fávero, e pelo chef Rodrigo Bellora, proprietário do Restaurante Valle Rustico e líder do movimento Slow Food Primeira Colônia Italiana. Depois de degustar conhecimento, será a vez de confraternizar no Encontro das Taças.

Encontro das Taças

O palco do Encontro das Taças, a partir das 19h30min, será o Centro Empresarial de Bento Gonçalves (CIC). O conforto do novo prédio, totalmente climatizado e com amplos lounges, além de estacionamento e segurança, promete uma grande experiência. A festa terá degustação de vinhos e espumantes e jantar com ilhas gourmet. A atração musical ficará a cargo da Banda Farina Brother’s.

Cada participante ganhará uma taça de cristal personalizada de 580 ml para degustar os mais de 50 rótulos da noite. O evento estreia com a participação de 46 vinícolas de oito rotas turísticas, sendo elas: Afavin, Apromontes, Aprovale, Asprovinho, Caminhos de Pedra, Campanha Gaúcha, Rota do Espumante e Vale do Rio das Antas. Assim, o público terá a oportunidade de apreciar vinhos e espumantes brasileiros com diferentes terroirs, elaborados por vinícolas localizadas em Bento Gonçalves, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi e Pinto Bandeira. Rótulos de outras regiões do país serão disponibilizados pela Estação Terroir Vinhos & Gourmeteria.

O evento tem a realização do Bento Convention Bureau, apoio da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do estado do Rio Grande do Sul, Tuttovino e Valle Azul. A agência oficial é a Giordani Turismo e a organização é da Moura Comunicação & Eventos. São patrocinadores o Boulevard Convention, CDL, Wine South America e SEGH.

Como participar

Interessados podem fazer suas inscrições para o 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho acessando o link https://confrariasvinho.eventize.com.br/.

O valor por participante é de R$ 240 mais taxa de comodidade do site, contemplando toda programação do evento , incluso uma taça de cristal 580ml.

Somente palestras – R$ 120.

Somente Encontro das Taças + Taça de Cristal – R$ 170

Estudantes pagam meia entrada, mediante apresentação da Carteira de Estudante, carteira da instituição de ensino ou comprovante de matrícula.

PROGRAMAÇÃO

16h30min – Local 1: Fundação Casa das Artes

Palestra 1 – Vinho Brasileiro: Expressão e Diversidade (Rogério Dardeau)

Palestra 2 – Conversando sobre gastronomia no mundo do vinho (Thiago Castanho)

Encerramento: Bate papo com os palestrantes, mediado por Ivane Fávero e Rodrigo Bellora

19h30min – Local 2: Centro Empresarial Bento Gonçalves (CIC)

Festa O Encontro das Taças (Degustação de vinhos e espumantes e jantar com ilhas gourmet)

Atração: Banda Farina Brother’s

Inscrições:  https://confrariasvinho.eventize.com.br/

Informações atendimento@mouracom.com.br ou (54)3055-4145

Rotas e vinícolas confirmadas

Afavin – Capeletti, Colombo, Perini, Chesini, Basso, Tonini e Cave Antiga

Apromontes – Mioranza, Terrasul, Casa Venturini, Nova Aliança, Fabian, Fante e Panizzon

Aprovale –Valontano, Cave de Pedra, Casa Valduga, Maison Forestier, Larentis, Pizzato, Lídio Carraro, Don Laurindo, Dom Cândido e Miolo

Asprovinho – Aurora, Valmarino, Geisse e Don Giovanni

Caminhos de Pedra –Lovara, Salvatti & Sirena e Casa Fontanari

Campanha Gaúcha – Peruzzo, Guatambu e Paraíso

Cantinas Históricas – Cristófoli e Dal Pizzol

Outras regiões – Vinícola Luís Porto (MG), Vinícola Hélios (SP), Vinícol Franco Italiano (PR) e Vinícola RH (PR)

Rota do Espumante – Pedrucci, Peterlongo e Garibaldi

Vale Rio das Antas – Salton, Postal e Cainelli

FONTE: Conceito com Brasil

I Encontro Cofnrarias