Urupema Vinhos de Altitude – Circuito dos Vinhedos!

Ótima opção para o dia 07 de Novembro!

  

Anúncios

Frente Parlamentar de apoio à vitivinicultura será lançada em novembro

A Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados será lançada no dia 12 de novembro, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).  A definição ocorreu em reunião, no último sábado (24), de dirigentes do setor com o deputado federal Mauro Pereira, na sede da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul  (Fecovinho/RS), em Farroupilha (RS).

Segundo o diretor executivo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, a frente deverá contribuir para discussões e avanços de temas de interesse do setor vitivinícola no Congresso Nacional. “É um fórum político importante e que irá consolidar e fortalecer a busca pela redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e para a implantação do Simples Nacional para as vinícolas”, avalia.  Ao Ibravin caberá a Coordenação Institucional do grupo.

De acordo com Mauro Pereira, que presidirá a Frente, o objetivo é dar visibilidade e apoio político ao setor. “É um espaço para encaminhar as demandas deste segmento da economia que gera emprego e renda no campo”, resumiu.

Também estiveram presentes na reunião o presidente e o diretor executivo da Fecovinho, Oscar Ló e Helio Marchioro, respectivamente;  o presidente da União Brasileira Vitivinicultura (Uvibra) e vice-presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Dirceu Scottá; a representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Farroupilha, Josecarla Signor;  o assessor parlamentar do dep. Mauro Pereira, Rosano Garbin; os representantes da Associação Gaúcha de Vinicultores (Agavi), Evandro Lovatel e Enio Mioranza e o representante do Sindicato Rural de Caxias do Sul, Renato Formolo.

Fonte: http://www.ibravin.org.br/noticias/frente-parlamentar-de-apoio-%C3%A0-vitivinicultura-ser%C3%A1-lan%C3%A7ada-em-novembro.php

03 Vinhos Licorosos elaborados em Santa Catarina!

Abaixo segue uma lista com a nota de degustação de 03 vinhos licorosos:
1) Vivaro (Vinícola Sanjo – São Joaquim – SC)

Elaborado com uvas pacificadas no inverno catarinense, esse licoroso apresenta aroma de caramelo, café, especiarias, frutas secas, e um chocolate muito marcante. Na boca apresente uma doçura em equilíbrio com a acidez, com toque de caramelo e chocolate predominando.

vivaro

2) Icewine (Vinícola Pericó – São Joaquim – SC)

Vinho licoroso elaborado com uvas colhidas maduras e congeladas naturalmente nos vinhedos (temperatura de -7,5 °C). Elaborado com a variedade Cabernet Sauvignon. Apresenta uma coloração granada, aromas elegantes e muito persistente, com notas de uva passa, ameixa e goiaba. Na boca apresenta um ataque doce, que está muito equilibrado com a acidez desse vinho. Na boca apresenta notas de baunilha e chocolate.

ice-wine-perico-web

3) Passito Moscato Giallo (Vinícola Santa Augusta – São Joaquim – SC)

Apresenta uma coloração dourada, aroma elegante e completo, com notas de frutas tropicais e um leve floral. Na boca é muito frutado, persistente e sua doçura está muito equilibrada.

vinho-6

Vantagens do Simples Nacional são apresentadas em Encontro de Micro e Pequenas Vinícolas

Mais de 50 representantes de empresas e entidades setoriais se reuniram na última sexta-feira (23). Aprovação da lei pode reduzir custos e desburocratizar atividade vitivinícola

Ter o direito de optar pela forma mais vantajosa de tributação é a principal justificativa para a inclusão das micro e pequenas vinícolas no Simples Nacional. Os benefícios da aprovação do PLC  125/2015 foram apresentados para cerca de 50 micro e pequenos empresários e dirigentes do setor, no Encontro de Micro e Pequenas Vinícolas promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) realizado  na última sexta-feira (23), no auditório na Câmara de Indústria e Comércio (CIC), de Garibaldi (RS).

O advogado Leonardo Zortéa mostrou algumas das principais vantagens da aprovação da lei, como a desburocratização, o maior acesso a mercados, o menor custo tributário e o recolhimento dos impostos de forma unificada. “Em síntese, essa medida traz redução de custos para as vinícolas”, sintetizou. O advogado citou outras vantagens, como o acesso mais facilitado ao judiciário e o menor custo com folha de pagamento. A única desvantagem da opção pelo Simples, de acordo com Zortéa, é a impossibilidade de usar créditos tributários.

O diretor executivo do Ibravin, Carlos Paviani, defendeu a necessidade de mobilização do setor para a conquista do Simples. “O que buscamos é comprovar que a medida pode contribuir para a formalização de cerca quase 2 mil vinícolas, estimular a criação de postos de trabalho e, em médio prazo, reverter em aumento na arrecadação de tributos por parte do governo”, justificou. Paviani acrescentou que as entidades estão buscando a participação de todos os interessados e apresentando estudos para comprovar que um grande número de produtores informais pode se formalizar com a aprovação.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou 8,3 mil produtores informais de vinhos em 2013. Destes, segundo o Censo Agropecuário, quase 6,5 mil elaboram para consumo próprio e mais de 1,9 mil têm potencial para empreender.

No encontro, o diretor executivo da Associação Gaúcha de Vinicultores (Agavi), Darci Dani, apresentou outros pleitos, como a busca pela redução do aumento do IPI de 10% sobre o valor de venda para 5%. A medida passa a valer em 1º de dezembro.

O presidente do Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho/RS), Gilberto Pedrucci, apresentou as ações do Comitê de Planejamento Tributário do Ibravin. Entre os pontos de destaque, o trabalho para a suspensão do uso do selo fiscal, o esclarecimento às empresas e entidades sobre procedimento de cálculo dos tributos, além do encaminhamento de pleitos administrativos para órgãos públicos e do repasse de informações para as empresas.

O diretor executivo da Federação das Cooperativas Vinícolas do RS (Fecovinho), Hélio Marchioro, apresentou o resultado das reuniões com pequenas vinícolas do projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). Os encontros ocorreram nos municípios de Garibaldi, Veranópolis, Jaguari, Santa Maria, Dom Pedrito, São Sepé e Tucunduva. Nas reuniões foram debatidos temas como a necessidade de controle do uso de herbicidas para lavouras, em especial os problemas decorrentes do uso de2,4-D (ácido diclorofenoxiacético), zoneamento vitícola, cultivares adequadas para cada região, projetos de zona de livre comércio na fronteira, legislação sobre vinho colonial e artesanal, além do Simples Nacional.

Também estavam presentes no Encontro o presidente da Fecovinho, Oscar Ló, o coordenador da Comissão Interestadual da Uva, Denis Debiasi, o vice-presidente da Associação de Vinicultores de Garibaldi (Aviga), Diego Vacaro, o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) e  vice-presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Dirceu Scottá, além do diretor Técnico e do gerente de Promoção do Ibravin, Leocir Bottega e Diego Bertolini, respectivamente.

FONTE: http://www.ibravin.org.br/noticias/vantagens-do-simples-nacional-s%C3%A3o-apresentadas-em-encontro-de-micro-e-pequenas-vin%C3%ADcolas.php

Alzheimer pode ser tratado com composto encontrado no vinho

Pesquisadores da Universidade de Georgetown, nos EUA, descobriram que o resveratrol, um composto encontrado no chocolate amargo e no vinho, pode interromper o avanço do mal de Alzheimer.

O estudo analisou 119 participantes dividos em dois grupos. O primeiro recebeu doses da substância em seu estado puro e o segundo tomou placebo. Todas as pessoas que fizeram parte da pesquisa têm graus leves ou moderados de demência devido ao Alzheimer.

Cientistas acreditam que a diminuição na quantidade de proteínas amiloides pode ser uma das causas principais do desenvolvimento do Alzheimer. Geralmente, quando os níveis de amiloide-beta 40 diminuem, a doença se agrava.

Após um ano tomando o resveratrol, o primeiro grupo mostrou pouca ou nenhuma mudança nos níveis de amiloide-beta 40. Já o segundo grupo, mostrou uma diminuição no composto.

Assim, o fato de eles não mudarem após o uso do reveratrol indica que os cientistas podem ter encontrado uma forma de frear o Alzheimer.

Embora os resultados sejam promissores, os pesquisadores não acreditam que o estudo seja conclusivo e preferem não chamar o resveratrol de droga milagrosa.

“Não podemos concluir a partir deste estudo que os efeitos do tratamento com resveratrol são definitivos”, afirmou R. Scott Turner, diretor do programa de desordens memoriais da Universidade de Georgetown, em um comunicado.

Difícil reprodução

Mesmo que a substância seja útil para o tratamento, o usuário comum não é capaz de replicar os efeitos da droga. Seria preciso beber mil garrafas de vinho por dia para chegar à quantidade de dois gramas utilizada pelos cientistas.

O exame de ressonância magnética também revelou um resultado inesperado. As pessoas tratadas com o resveratrol perderam mais volume cerebral.

Segundo os cientistas, isto pode significar que o composto também pode reduzir o inchaço do cérebro dos pacientes. “Não temos certeza de como interpretar este achado”, diz Turner.

A droga ainda não está disponível comercialmente. Contudo, outras formas puras da substância podem ser encontradas em farmácias.

FONTE: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/alzheimer-pode-ser-tratado-com-composto-encontrado-no-vinho

Vinho e chocolate

Recorde no Vale dos Vinhedos

Compartilho abaixo postagem do Blog Vale dos Vinhedos, na qual relato o crescimento do Enoturismo na região.

O Brasil (não apenas o Vale dos Vinhedos) possui um potencial extraordinário para o Enoturismo e se faz necessário explorar esse segmento. A região toda ganha com o Enoturismo, e especialmente as Vinícolas, pois as visitas com certeza representam grande participação nas vendas dos produtos.

Até a primeira quinzena de outubro, mais de 310 mil turistas visitaram o roteiro, superando números totais de 2014

O Vale dos Vinhedos possui uma característica tão emblemática quanto o terroir presente em seus vinhos e espumantes: as paisagens, que se transformam a cada estação, encantam um número cada vez maior de pessoas, que escolhem o roteiro enoturístico como destino frequente para férias e passeios. A crescente qualidade no atendimento ao turista e os cuidados com a infraestrutura se refletem em um número recorde de visitantes desde que a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale), começou a registrar o fluxo: até a primeira quinzena de outubro, mais de 310 mil turistas desfrutaram das atrações do Vale e usufruíram de sua gastronomia, cultura e hospitalidade.

A marca já supera o ano de 2014, quando o fluxo de turistas bateu recorde, registrando 294.966 turistas em doze meses, um aumento de 4% em relação ao ano de 2013. Os meses de inverno continuam sendo os preferidos pelos visitantes, que encontram na estação as paisagens dos parreirais em descanso e um clima adequado para o consumo de vinhos encorpados e gastronomia farta. Durante o mês de julho, foram contabilizados mais de 52 mil visitantes, que desfrutaram de programações especiais para a estação mais fria do ano. A celebração da cultura italiana, as degustações e as visitas às vinícolas que fazem parte do roteiro foram alguns atrativos do período.

Dialogando com o crescente consumo de espumantes brasileiros, o verão no Vale dos Vinhedos também merece destaque. Entre os meses de Janeiro, Fevereiro e Março, quando a Vindima ainda está em pleno vapor, foram contabilizados 79.629 visitantes de todas as partes que se renderam ao charme do roteiro. Com atrações diversificadas, a Vindima no Vale dos Vinhedos vem ganhando espaço na agenda dos visitantes, que descobrem os prazeres do Vale a cada taça de espumante degustada.

Presidente da Aprovale, Márcio Brandelli, destaca com alegria característica da região a importância do aumento do número de visitantes. “O público está se rendendo ao nosso Vale, e isso só nos estimula a trabalhar cada vez mais para que o turista se sinta em casa em todos os nossos empreendimentos. Com a colaboração dos associados da Aprovale, batemos a meta estipulada em 2014, que era superar a marca dos 300 mil visitantes em um ano. E ainda estamos em outubro. Muitas atrações irão ocorrer até o final do ano e empreendimentos cada vez mais diversificados vão surgindo. O Vale dos Vinhedos hoje se mostra uma opção para todos os gostos e públicos”, comemora Brandelli.

Desde 2001, a Aprovale contabiliza a evolução do fluxo turístico no Vale dos Vinhedos. Timidamente, o roteiro recebeu naquele ano 45 mil visitantes. Em 13 anos, esse número cresceu 6,5 vezes, traduzindo positivamente o reconhecimento dos vinhos e espumantes brasileiros e consolidando o Vale dos Vinhedos como um dos principais roteiros enoturísticos do Brasil, reunindo paisagens bucólicas, gastronomia acolhedora e, é claro, vinhos de excelente qualidade.

FONTE: https://valedosvinhedos.wordpress.com/2015/10/20/recorde-no-vale-dos-vinhedos/

Acervo Aprovale - Naiára Martini 3

Christian Bernardi é o Enólogo do Ano 2015!

Para celebrar o Dia do Enólogo, a Associação Brasileira de Enologia (ABE) promove anualmente uma grande festa que, além de brindar a data, também homenageia um de seus associados como Enólogo do Ano. Assim tem sido desde 2004, e de lá para cá 12 enólogos já foram reconhecidos com a distinção. Desta vez, o título coube ao enólogo Christian Bernardi, eleito pelo voto espontâneo de seus colegas de profissão. A Festa do Dia do Enólogo reuniu 120 associados em jantar realizado na sexta-feira, 23, no Restaurante e Churrascaria Ipiranga, em Bento Gonçalves.

Natural de Guaporé (RS), Christian Bernardi é técnico e tecnólogo em Viticultura e Enologia, com pós-graduação em Gestão Vitivinícola. Já participou como degustador em 11 concursos internacionais na Argentina, Brasil, Canadá, Espanha, França, Holanda e Hungria. Foi presidente da ABE, onde carrega a experiência de ter conduzido a Avaliação Nacional de Vinhos, o Concurso do Espumante Brasileiro e o Concurso Internacional de Vinhos do Brasil. Dono de uma retórica invejável, domina como poucos a arte de bem falar, que emprega como aliada a arte de elaborar vinhos e espumantes, condição que o tornou uma das principais lideranças do setor na atualidade. Sua dinâmica lhe permite transformar o que é complexo em algo fácil de ser compreendido.

Christian Bernardi é o 12º enólogo a ser reconhecido com o prêmio. A votação, realizada de 6 a 18 de outubro, envolvei 106 enólogos associados e o resultado foi homologado mediante regulamento por uma comissão formada pelo presidente da ABE, enólogo Juliano Perin, por representantes da Embrapa Uva e Vinho, além dos enólogos já homenageados com a distinção. O Enólogo do Ano 2015 será premiado com uma viagem técnica, com o propósito de visitar uma feira internacional do setor vitivinícola.

Juliano Perin e o Enólogo do Ano 2015, Christian Bernardi

Juliano Perin destacou a importância do prêmio como forma de reconhecer a atuação do enólogo numa atividade que cada vez mais vem ocupando diversos espaços na indústria vinícola. A Festa do Dia do Enólogo contou com muitas atrações. O enólogo Neuri Bruschi foi o grande ganhador da adega climatizada, sorteada pela ABE. A noite de brindes seguiu com a distribuição de mimos oferecidos pela Associação, Tuttovino e Vêneto Mercantil.

FONTE: http://asboascoisasdavida.com.br/news-christian-bernardi-e-o-enologo-do-ano-2015/