Nota de Degustação: Além Mar 2009

Villaggio Grando Além Mar é um corte de cabernec franc, malbec e merlot elaborado pelo renomado enólogo português António Saramago. Eleito pela revista vinhos o melhor sommelier de Portugal. É o vinho que traz os Portugueses novamente às terras Além mar.

Esse vinho elaborado pela Villaggio Grando, de Água Doce/SC, se mostra um vinho límpido, de coloração Rubi intenso.

A qualidade aromática desse vinho é acima da média. Muito intenso, elegante e complexo, predominando as notas de frutas negras madura, hortelã, cravo, noz moscado e tabaco. Em boca se mostra potente, de bom corpo, com taninos maduros e macios. Retrogosto complexo também, apresentando a fruta madura, combinado com o cravo, canela, noz moscada, tabaco e cacau.

Um grande vinho elaborado pela Villaggio Grando!

Onde comprar: https://www.villaggiogrando.com.br/produto/am/alem-mar-2009

20170331_090101

Nota de Degustação: Leopoldina Merlot 2015

Em 1875, período Imperial, ano em que o 1º Valduga aporta em terras brasileiras, a monarquia batiza com nome de Leopoldina a via mais importante do que seria hoje o Vale dos Vinhedos. Localizada nesta via, a Casa Valduga homenageia todo o período de bravura dos primeiros imigrantes com a linha Leopoldina.

Esse espetáculo de vinho apresenta uma coloração Rubi intensa. Ótima qualidade aromática, muito intenso e elegante, predominando as notas de frutas vermelhas, caramelo, cravo e canelo. Na boca possui boa acidez, taninos maduros e redondos. Retrogosto predominam as notas do estágio em barricas de carvalho, como o tabaco, baunilha, canela e o café e nuances de frutas vermelhas.

Um Belo vinho elaborado pela Casa Valduga!

20170331_085736

Nota de Degustação: Fazenda Santa Rita Pinot Noir 2016

Uma das vinícolas que vem me impressionando muito nos últimos anos pela qualidade dos vinhos elaborados é a Vinícola Fazenda Santa Rita, situada na região dos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul.

Tive a oportunidade de recentemente degustar o Pinot Noir 2016. Que belo vinho!

Límpido, apresenta uma coloração Rubi, de pouca intensidade. Uma boa qualidade aromática, elegante, intenso e muito delicado, predominando as notas de morango, framboesa, e nuances florais.

Na boca é um vinho muito equilibrado, acidez na medida certa, fresco, leve, retrogosto muito agradável, predominando as notas de morango e framboesa.

Um vinho harmônico e pronto para consumo. Um Grande Pinot Noir!

20170331_085744

Carmènére e Sauvignon Blanc, os novos sabores da Linha Terras

A Linha Terras da Vinícola Peterlongo, de Garibaldi (RS), acaba de ganhar dois novos rótulos: o Terras Carmènére e o Terras Sauvignon Blanc, ambos provenientes do Chile. Recentemente reformulada, por dentro e por fora, a linha tem como exclusivo canal de distribuição supermercados de todo o país.

Agora com sete rótulos, a Linha Terras apresenta vinhos de médio e rápido consumo, com teor alcoólico moderado. São vinhos intensos e equilibrados ao mesmo tempo, com médio corpo e aromas vivos, elaborados a partir de uvas viníferas cultivadas na Serra Gaúcha com produção de até 8 mil quilos por hectare, com exceção dos dois novos rótulos, estes feitos com uvas do Chile.

São seis tintos e um branco, sendo eles: Terras Carmènére, Terras Cabernet Sauvignon, Terras Merlot, Terras Tannat, Terras Cabernet Sauvignon Demi-Sec e o Terras Assemblage Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat, além do branco Terras Sauvignon Blanc, este da Safra 2016. Os demais são da Safra 2015.

A centenária Peterlongo, responsável por elaborar o primeiro espumante brasileiro e a partir daí dar início a história da bebida no Brasil, é reconhecida por sua tradição na arte de elaborar champagnes e espumantes. O que o mercado agora já pode provar na taça é a nova proposta da vinícola em vinhos finos elaborados especialmente para supermercados. A cara nova e a reformulação desses varietais começou a chegar ao mercado em novembro do ano passado, resultado de um amplo trabalho de reposicionamento da marca que começou ainda em 2015.

 A enóloga Deise Tem-Pass explica que os vinhos da Linha Terras foram pensados especialmente para este canal de vendas. “Elaboramos vinhos fáceis de beber e para consumo rápido, ideais para serem vendidos em supermercados”, comenta. O trabalho também está sendo acompanhado pelo winemaker da vinícola, enólogo francês Pascal Marty.

 Os produtos estão à venda em todo o país. O valor sugerido é de R$ 35,90 a garrafa de 750 ml, ou R$ 29,90 a unidade na venda em caixa. O Terras Assemblage também está disponível em bag de 3 litros, este com preço médio de R$ 67,50.

OS VINHOS

Terras Sauvignon Blanc

Vinhedos: Chile

Produção do Vinhedo: 8.000 – 10.000 kg/ha

Colheita: Manual

Fermentação: 25dias – 17º C

  Álcool: 12,5% v/v

Açúcares Residuais: 1,2 g.l-1

Acidez Total: 5,19 g.l-1

pH: 3,63

Em boca, destacam-se, principalmente, sabores de frutas como maracujá, além de leve toque de goiaba. De corpo médio e marcante, apresenta acidez equilibrada e boa persistência, complementando o perfil gustativo e refrescante desse varietal.

 Terras Carmènére:

Vinhedos: Chile

Produção do Vinhedo: 8.000 – 10.000 kg/ha

Colheita: Manual

Fermentação: 20 dias – 25º C

Álcool: 14% v/v

Açúcares Residuais: 1,8 g.l-1

Acidez Total: 5,19 g.l-1

pH: 3,6

Complexidade aromática única, destacando frutas negras e até mesmo chocolate. Paladar intenso que proporciona a esse varietal uma agradável e intensa complexidade em boca. Corpo e estrutura pronunciados, acidez equilibrada e taninos macios complementam o caráter desse varietal.

 Fonte: Conceito com Brasil

Peterlongo - Terras - sauvignon Blanc - 2016

Vinícola Aurora participa do ExpoVinhos Vitória 2017 Dias 28 e 29 de junho, na Arena Camburi

O Salão Internacional de Vinhos de Vitória (ExpoVinhos) chega à sua nona edição, que será realizada nos dias 28 e 29 de junho na capital capixaba, este ano em novo local, na Arena Camburi. A Vinícola Aurora, maior e mais premiada vinícola do Brasil, participa mais uma vez desse evento, levando vários rótulos premiados à degustação do público e da crítica especializada.

Um dos destaques promete ser o Aurora Reserva Merlot, que na sua safra 2013 foi eleito um dos TOP Five da ExpoVinhos na categoria Tintos do Novo Mundo. Na safra 2015, foi o tinto brasileiro para participar do programa MasterChef Brasil. O rótulo estará no evento com os outros tintos da linha Reserva: Cabernet Sauvignon e Tannat. O ícone Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2012, vinho emblemático considerado o melhor Cabernet Sauvignon do país no Anuário Vinhos do Brasil, será um dos grandes destaques do salão, assim como a linha Aurora Pinto Bandeira, com vinhos elaborados com as uvas cultivadas na área de terroir da vinícola, com Indicação de Procedência Pinto Bandeira: Chardonnay, Pinot Noir e o espumante Aurora Pinto Bandeira Extra Brut Método Tradicional, com 24 meses de contato com as leveduras.

Os vinhos da Vinícola Aurora que representam a América do Sul, os Pequenas Partilhas Notáveis da América, são outras opções da vinícola no evento. Todos são elaborados pelos enólogos da Aurora nos países de origem e em vinícolas parceiras selecionadas pela empresa para esse projeto. São eles: Tannat do Uruguai, Carmenère do Chile, Malbec da Argentina e o Cabernet Franc do Brasil. Os vinhos da linha Aurora Varietal, mais frescos e jovens, também estarão ali representados em 3 rótulos: Pinot Noir 2017, Chardonnay 2017, ambos sem estágio em carvalho, e o de sobremesa Aurora Colheita Tardia, elaborado com Malvasia Bianca, com excelente acidez e frescor em perfeita harmonia com seu delicado dulçor.

A Vinícola Aurora é líder no mercado brasileiro em vinhos finos e possui 13 marcas em seu portfólio. Os vinhos tranquilos da marca Marcus James, que acabam de ganhar novas e exclusivas garrafas, estarão presentes no salão.

 O IX Salão Internacional de Vinhos de Vitória conta com uma feira no formato wine tasting, cursos para profissionais a serviço do vinho, palestras e o prêmio Top Five, que elege os cinco melhores vinhos em seis categorias.

Cooperativa Vinícola Aurora

Visite o site: www.vinicolaaurora.com.br

SAC: 0800 701 4555

Matriz Bento Gonçalves (RS): (54) 3455-2000

Filial São Paulo: (11) 3051-6124

Escritórios e representantes em todo o território nacional

Aurora Millésime 2012

Dal Pizzol lança novo atrativo no Ecomuseu da Cultura do Vinho para viver, sentir e degustar

“O que está no cálice é 30%, os outros 70% estão fora dele”. A frase do estudioso e fundador da Dal Pizzol Vinhos Finos, Rinaldo Dal Pizzol, tem tudo a ver com a novidade que a vinícola acaba de lançar neste mês de junho. É um espaço enogastronômico a céu aberto que chega para complementar e enriquecer as experiências enoturísticas de quem visita o local. Um container em meio à natureza dá suporte a vivências em torno da taça e da mesa, num ambiente que passa a ser o centro das atenções e do movimento de público no bosque do Ecomuseu da Cultura do Vinho, que concentra atrativos históricos e culturais ligados à vitivinicultura. 

O novo espaço nasceu da parceria da vinícola com o Estação Café Blauth, restaurante localizado em Farroupilha, que conta com os chefs Cesar Chies e Fernando Bertini e que levará todo o seu sabor para dentro da Dal Pizzol. Risotos, massas, batatas rústicas, pizzas, tábua de frios e lanches gourmets serão as atrações do local, cercado por uma natureza exuberante.

A novidade chega para agregar ainda mais valor ao Ecomuseu da Cultura do Vinho, que engloba uma série de atrações como a Sala de Exposição Permanente de Rótulos Históricos, o Vinhedo do Mundo, a Enoteca, animais silvestres e exóticos, além de poder viver experiências sensoriais como as Degustações às Cegas.

“Agora preenchemos um espaço importante, bem no meio do nosso bosque, com um atrativo gastronômico qualificado, mas ao mesmo tempo simples. Queremos que as pessoas possam se acomodar, conversar com calma, em um local agradável e ‘embriagado’ pela cultura do vinho, ou seja, ‘vinosofar’. Não há bebida mais social que o vinho e é isso que fortalecemos na Dal Pizzol”, brinca o enólogo da vinícola, Dirceu Scottá.

a (10)

Fonte: Conceito com Brasil

Nota de Degustação: Salvattore Chardonnay 2014

Sou um grande apreciador dos vinhos e espumantes elaborados pela Vinícola Salvador, de Flores da Cunha – RS, em especial esse Chardonnay 2014. Um espetáculo de vinho!

Apresenta uma coloração amarelo palha com reflexos dourados. A qualidade aromática desse vinho é acima da média, muito intenso, elegante e duradouro, onde predominam as notas cítricas, banana, baunilha e mel.

Na boca possui uma acidez muito equilibrada. Retrogosto persistente e muito agradável, predominando as notas de abacaxi, banana, cocô queimado, caramelo e mel. Um vinho de grande complexidade na boa.

Vinho harmônico, equilibrado, pronto para consumo. Simplesmente fantástico esse Chardonnay,

20170331_085727