Vinícola Aurora leva seu ícone Millésime Cabernet Sauvignon 2015 e outros rótulos premiados à 10ª Edição do Wine Weekend

A maior e mais premiada vinícola do Brasil leva clássicos e rótulos premiados de seu portfólio à 10ª. Edição do Wine Weekend, evento que acontece em São Paulo 27 a 30 de junho, no Pavilhão da Bienal do Ibirapuera. Degustações de todos os produtos, alternadas, serão realizadas durante os 4 dias de evento no estande da Vinícola Aurora, uma das mais tradicionais expositoras dessa feira que envolve culturado vinho, vivência, compras e atrações temáticas.

O icônico Aurora Millésime Cabernet Sauvignon, que chegou ao mercado no ano passado na nova safra 2015, é o grande destaque da vinícola. Em edições anteriores, em sua safra 2012, esse vinho foi campeão de vendas da Aurora no Wine Weekend. Todos os 4 varietais tintos da América do Sul que integram a linha Pequenas Partilhas Notáveis da América estarão à venda e em degustação em vários momentos: Cabernet Franc do Brasil (medalha Duplo Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas-Brasil 2018), Malbec da Argentina, Tannat do Uruguai e Carmenére do Chile. O suco de uva integral natural Casa de Bento Orgânico e o azeite chileno extra virgem Pequenas Partilhas Notáveis
da América são outras boas opções de compra.

Espumantes e outros vinhos

Não poderiam faltar no espaço da Vinícola Aurora os vinhos com Indicação de Procedência Pinto Bandeira: Aurora Chardonnay IP, Aurora Pinot Noir IP e o espumante Aurora Extra Brut IP Pinto Bandeira Método Tradicional (24 meses de autólise). Da mesma forma, os espumantes Charmat Aurora Procedências (Chardonnay Brut, Pinot Noir Branco Brut e Rosé Brut), além do premiado Aurora Moscatel com seu leve dulçor.

Para quem não dispensa um bom destilado, o Brandy Aurora VSOP é uma grande exemplar.

A Vinícola Aurora, com sede em Bento Gonçalves (RS) e 88 de história, é líder no mercado brasileiro em vinhos finos, suco de uva integral e em coolers (com a icônica marca Keep Cooler). No segmento de espumantes finos, que que cresce ano a ano e oferece 5 linhas completas de vários estilos e faixas de preços, alcança a liderança de mercado em várias regiões do país.

Está presente em mais de 20 países, entre eles Estados Unidos, Reino Unido, Japão e China.

Cooperativa Vinícola Aurora –
www.vinicolaaurora.com.br / SAC: 0800 701-1455
/ Matriz Bento Gonçalves (RS) 3455-2000 / Filial São Paulo (11) 3051-6124 – Escritórios e representantes em todo território nacional.

Anúncios

Nota de Degustação: Dalture Cabernet Sauvignon 2013

Santa Catarina vem se destacando no cenário nacional quando o assunto é vinhos de qualidade!

Esse rótulo é uma confirmação dessa afirmação.

O vinho Dalture Cabernet Sauvignon, safra 2013, tem passagem por barrica de carvalho, por 10 meses. Apresenta uma coloração Rubi intenso. Límpido. Boa qualidade e intensidade aromática, destacam-se as notas de baunilha, especiarias e um leve frutado, em especial fruta vermelha bem madura. Em boca é intenso, estruturado, com taninos maduros. Elegante, predomina no retrogosto as notas de tabaco, couro e especiarias.

Uma bela opção de Cabernet Sauvignon vindo da Altitude Catarinense.

Bons vinhos!

20190530_112139

Nota de Degustação: Salton Intenso Chardonnay 2018

Esse vinho é uma grata surpresa pela sua qualidade!!!

É um vinho jovial, leve e refrescante, sendo muito fácil de ser apreciado. Coloração amarelo palha com reflexos esverdeados. Límpido. Boa intensidade aromática, elegante, destacando-se as notas cítricas e abacaxi.

Em boca é um vinho leve e fresco, de média persistência, tendo em seu retrogosto as notas cítricas, maracujá e abacaxi.

Uma ótima pedida!!! Super recomendamos.

20190530_110837

Recorde histórico demonstra consolidação da única publicação técnico-científica do Brasil

Em sua 11ª edição, a Revista Brasileira de Viticultura e Enologia, publicada pela ABE desde 2009, bate recorde no número de artigos inscritos. São 24 trabalhos nas áreas de Enologia, Viticultura, Enoturismo e Gestão. Nunca antes na história da revista este número foi alcançado numa única edição. Agora, o comitê editorial trabalha na avaliação e seleção dos artigos.

 Única no Brasil, a publicação técnico-científica não apenas preenche uma lacuna existente no setor como também promove a pesquisa, oportunizando aos profissionais da cadeia produtiva da uva e do vinho o acesso a novos estudos. A edição será apresentada na Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2019, no dia 28 de setembro.

Fonte de pesquisa, a revista passou a ser referência entre profissionais do Brasil e do exterior, devido a qualidade dos artigos elaborados e que trazem conteúdos relevantes para a prática do enólogo. Atendendo a demandas de conhecimento, os temas trazem novas visões em torno de assuntos atuais, priorizando o ineditismo.

O projeto foi lançado em 2009 pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) com o propósito de promover a aproximação de seus associados de estudos recentes, capazes de auxiliar na atualização dos profissionais ligados à cadeia produtiva da uva e do vinho. A contribuição da publicação para o setor é inegável. Com periodicidade anual e tiragem de 2,5 mil exemplares, a revista é distribuída entre o público da Avaliação Nacional de Vinhos e associados da ABE. Universidades, escolas e associações de enólogos de outros países, bem como institutos de pesquisa e demais instituições de ensino, também recebem a revista.

A Revista Brasileira de Viticultura e Enologia é orientada pelo editor-chefe Dr. Alberto Miele e pelo editor Luciano Manfroi. O PDF das edições anteriores pode ser acessado no site https://www.enologia.org.br/revista/downloads/1

Comissão organizadora

Daniel Salvador, Alberto Miele, Luciano Manfroi, Edegar Scortegagna, Carlos Abarzúa, Christian Bernardi, Cláudia Stefenon, Dario Crespi, Juliano Perin.

 Comitê editorial

Dr. Alberto Miele (Editor-Chefe), Dr. Carlos Eugênio Daudt, Dra. Cláudia A. Stefenon, Dr. Celito Crivellaro Guerra, Dr. Eduardo Giovannini, Dr. Erasmo José Paioli Pires, Dr. Jean Pierre Rosier, Dr. Luciano Manfroi, Dr. Maurilo Monteiro Terra, Dra. Regina Vanderlinde, Dr. Sérgio Ruffo Roberto e Dr. Vitor Manfroi

FONTE: Conceito com Brasil

ABS-RS promove Curso Vinhos da Campanha Gaúcha

Que tal fazer uma imersão e desvendar as riquezas dos vinhos da Campanha Gaúcha? É o que propõe o novo curso da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS) e que acontece entre os dias 12 e 14 de julho, nas cidades de Dom Pedrito e Bagé. As aulas serão realizadas dentro de vinícolas da região como Guatambu, Peruzzo e Estância Paraizo.

Nesta incursão no Terroir de excelência do Brasil para vinhos finos, os participantes irão aprender sobre as características da região como solo, clima, castas e produtores. Além disso, serão degustados vinhos de diversas vinícolas da Campanha Gaúcha.

Segundo o presidente da ABS-RS, Orestes de Andrade Jr., o curso é uma oportunidade única de se conhecer um pouco sobre os vinhos fora da rota da tradicional Serra Gaúcha. ” O terroir da Campanha tem suas peculiaridades e diferenças e, cada vez mais, vem se destacando no mercado nacional e internacional”, destaca o dirigente.

Outras informações sobre o curso podem ser obtidas através do telefone (51) 996397329. A Agência Bem Vino está organizando um pacote com hotel e transporte saindo de Bento Gonçalves e Porto Alegre. São três dias e duas noites com transporte e hotel incluído por R$ 930,00(em até 3X no boleto ou 5% à vista). Contatos pelos telefones (54) 3453-3761, (54) 99962-2510, ou pelo email viagens@bemvino.com.br

A Região da Campanha Gaúcha

São onze os municípios que formam esta região que se estende da fronteira com a Argentina e que segue quase toda a extensão da fronteira sul com o Uruguai até terminar na Serra do Sudeste. Os primeiros registros de vitivinicultura nesta região datam de 1888 com a Vinícola Marimon, em Bagé. Porém, foram nos últimos 40 anos que a atividade atraiu novos investidores que já fazem desta área a segunda maior produtora de uvas e vinhos finos do Brasil. Atualmente, a Região da Campanha já se encontra em estágio final para conquistar a Indicação de Procedência que garantirá maior controle de todas as etapas de produção das vinícolas associadas.

Com localização geográfica privilegiada, a Região da Campanha encontra-se entre os paralelos 29º e 31º, os mesmos de outras regiões de excelência mundial na produção de vinhos finos como a África do Sul, Austrália e Argentina. O clima com verões quentes e invernos rigorosamente frios, assim como as baixas altitudes típicas de planície garantem as condições necessárias para a produção de castas vitiviníferas de qualidade diferenciada.

Vinhos da Campanha

Data: 12 a 14 de julho

Onde: Bagé e Dom   Pedrito

Valores: R$ 1.400 (público em geral) e R$ 1.120 (associados da ABS)

Informações e inscrições: bit.ly/cursocampanhagaucha

Fotos: ABS-RS/Divulgação

Taís Dihl

.DOC Assessoria de Comunicação

8ª Grande Prova Vinhos do Brasil anuncia 51 campeões

Os números da 8ª edição da Grande Prova Vinhos do Brasil (GPVB) surpreenderam os 27 jurados que participaram da degustação às cegas de vinhos brasileiros disponíveis no mercado na última semana, de 03 a 06 de junho, no Hotel Vila Galé, na Lapa, no Rio de Janeiro, assim como a organização do evento pela sua grandiosidade. Durante os quatro dias foram apreciadas 41 categorias entre brancos, rosados e tintos, totalizando 1.072 amostras, de 122 vinícolas, de sete estados.

Do total de produtos degustados, 51 se sagraram campeões. “Estamos todos muito empolgados com o resultado, pois essa foi, sem dúvida, a melhor edição da GPVB, com um time de jurados tecnicamente competente e de experiência internacional. Foram campeões de sete estados e diversas vinícolas que podemos chamar de revelação, pois jamais haviam sido premiadas e apresentaram vinhos sensacionais”, comemora Marcelo Copello, jornalista, diretor do Grupo BACO Multimídia e presidente do júri da GPVB.

Por mais um ano, a GPVB se mostrou na vanguarda incluindo uma nova categoria: a Bag-in-Box (BIB) como são conhecidas as práticas embalagens de papelão. Além disso, foram avaliadas novas categorias, criadas durante o processo de catalogação das amostras da 8ª edição. Para ser considerada nova categoria é preciso, pelo menos, cinco amostras dos mesmos tipos de vinho. São elas: Espumante Extra-Brut Nature Rosé (Charmat e Champenoise), Espumante Extra-Brut Branco (Charmat e Champenoise), Espumante Nature Branco (Charmat e Champenoise), Espumante Demi-Sec Branco Charmat, Espumante Demi-Sec Branco Champenoise, Branco Gewurztraminer, Branco Viognier, Tinto Teroldego, Tinto Sangiovese, Tinto Ancellotta, Tinto Petit Verdot.

“Impressionante como conseguimos mais uma vez aferir a evolução qualitativa dos vinhos brasileiros, que começam a apresentar pontos importantes e até surpreendentes, como a diversidade de castas, a capacidade para guarda de alguns vinhos, novas regiões, como a Chapada Diamantina (BA), que estreou nesta GPVB 2019. Foi uma prova espetacular”, enfatiza Sérgio Queiroz, jurado e diretor do Grupo BACO.

Números e curiosidades:

– 1.072 inscrições (ano passado 920).

– Foram 441 tintos, 374 espumantes, 155 brancos, 41 roses, 38 sucos, 11 doces/fortificados e 9 bag-in-box.

– 122 vinícolas (ano passado 117).

– 8 estados: RS, SC, PR, SP, MG, PE, BA, GO.

– 41 categorias (ano passado 30).

– 51 campeões (com os empates) OBS: vários vinhos/vinícolas que nunca haviam sido campeões. E nos campeões vinhos de 7 estados (todos exceto GO).

– 37 Duplo-Ouro (3,5%) (nota mínima 92), ano passado foram apenas 8.

– Nota mínima para ouro subiu de 88 em 2017, 88,5 em 2018 para 90 em 2019.

– 276 ouros 26%, ano passado 272.

– Tivemos 0,03% (apenas 3 vinhos) com nota 93, o que demonstra o rigor do concurso. Em outros concursos e publicações 93 pontos é uma nota banal.

– Bag-in-Box foram 9 tintos, o campeão com 89 pontos.

– SUCOS, brancos 8 amostras e 1 ouro. Tintos 30 amostras com tintos 3 duplo-ouros e 8 ouros.

Categorias de melhor performance:

– Touriga Nacional 100% dos vinhos foram premiados

– Super premium 88% dos vinhos foram premiados

– Tintos de outras castas 85%

– Cabernet Franc 74%

Resultado por categorias:

1. Espumante Brut Branco Champenoise

– Valmarino Brut Tradicional. 2015. Pinto Bandeira, RS.

– Pizzato Brut Branco Tradicional D.O.V.V. 2017. Vale dos Vinhedos, RS.

2. Espumante Brut Branco Charmat

– Vivatto Brut. 2018. Fante. Flores da Cunha, RS

– Virtus Brut Monte Paschoal Charmat. 2019. Vinícola Basso. Farroupilha, RS.

3. Espumante Brut Rosé Champenoise

– Villa de Vinhas Brut Rosé. Zanella. Antônio Prado, RS.

– Casa Valduga 130 Rosé. Vale dos Vinhedos, RS.

4. Espumante Brut Rosé Charmat

– Cheti Brut Rose, Caxias do Sul, RS.

– Terranova Brut Rosé. Miolo. Vale do São Francisco, BA.

5. Espumante Extra-Brut e Nature Rosé (Charmat e Champenoise)

– Estrelas do Brasil Nature Rose. 2013. Caxias do Sul, RS.

6. Espumante Extra-Brut Branco (Charmat e Champenoise)

– Victoria Geisse Extra Brut Vintage Gran Reserva. Pinto Bandeira, RS.

7. Espumante Nature Branco (Charmat e Champenoise)

Valmarino Nature Champenoise. 2013. Pinto Bandeira, RS.

8. Espumante Prosecco/Glera (Charmat e Champenoise)

Estrelas do Brasil Prosecco. NV. Caxias do Sul, RS.

9. Espumante Moscatel Branco

– Panizzon Moscatel. Flores da Cunha, RS.

– Garibaldi Moscatel. NV. Garibaldi. Garibaldi, RS.

– Courmayeur Moscatel. NV. Courmayeur. Garibaldi, RS.

10. Espumante Demi-Sec Branco Charmat

– Garibaldi Vero Demi Sec Charmat. Garibaldi, RS.

11. Espumante Demi-Sec Branco Champenoise

– Stravaganzza Demi Sec Champenoise. Don Giovanni. Pinto Bandeira, RS.

12. Espumante Moscatel e Demi-Sec Rosé (Charmat e Champenoise)

– Casa Valduga Naturelle Moscatel Rosé. Vale dos Vinhedos, RS.

13. Branco Chardonnay

Pizzato Legno Chardonnay Gran Reserva D.O.V.V. 2018. Vale dos Vinhedos, RS.

14. Branco Sauvignon Blanc

– Sauvignon Blanc Don Affonso. 2019. Serra Gaúcha, RS.

15. Branco Gewurztraminer

– Leone di Venezia Gewurztraminer. 2018. São Joaquim, SC.

16. Branco Riesling Itálico e Renano

– Villa Mosconi Riesling. 2017. Poços de Caldas, MG.

17. Branco Moscato

– Casa Perini Macaw Moscato. 2018. Farroupilha, RS.

18. Branco Viognier

– RAR Collezione Viognier. 2015. Campos de Cima da Serra, RS.

19. Branco de Outras Castas e Cortes

– Leone di Venezia Oro Vecchio. 2018. São Joaquim, SC.

20. Tinto Cabernet Sauvignon

– Cabernet Sauvignon Reserva Fabian. 2005. Nova Pádua, RS.

– Censurato Cabernet Sauvignon. 2011. Vinícola Franco Italiano. Colombo, PR.

21. Tinto Merlot

– Kranz Merlot. 2008. Treze Tílias, RS.

– Sfera Merlot. 2013. Arbugueri. Caxias do Sul, RS.

– Pizzato Merlot de Merlots Reserva D.O.V.V. 2015. Vale dos Vinhedos, RS.

22. Tinto Tannat

– Barão de Petrópolis Tannat Clássico. 2014. Flores da Cunha, RS.

– Dall’Agnol Superiore Tannat. 2008. Estrelas do Brasil. Caxias do Sul, RS.

23.Tinto Syrah

Poesia Gran Reserva Syrah. 2018. Vinícola Castanho. Jundiaí, SP.

24.Tinto Pinot Noir

– Dedicato Pinot Noir Monte Paschoal. 2014. Vinícola Basso. Farroupilha, RS.

25. Tinto Cabernet Franc

– Valmarino Cabernet Franc ANO XXI. 2016.. Pinto Bandeira, RS.

26.Tinto Marselan

– Viapiana Marselan. 2013. Flores da Cunha, RS.

27. Tinto de Outras Castas

– Pizzato Alicante Bouschet Reserva. 2015. Vale dos Vinhedos, RS.

28. Tinto Cortes

– RAR Reserva de Família Cabernet/Merlot. 2015. Campos de Cima, RS.

29.Tinto Malbec

– Sincelo Malbec. 2014. Urupema. Urupema, SC.

30. Tinto Touriga Nacional

Miolo Single Vineyard Touriga Nacional. 2018. Miolo. Campanha Meridional, RS.

31. Tinto Teroldego

– Wine Club Franco Italiano Teroldego. 2011. Vinícola Franco Italiano. Colombo, PR.

32. Tinto Sangiovese

– Leone di Venezia Sangiovese. 2017. Leone di Venezia. São Joaquim, SC.

33. Tinto Tempranillo

– Rio Sol Tempranillo. 2017. Vitivinícola Santa Maria. Lagoa Grande, PE.

34. Tinto Super Premium

– Viapiana Nebbiolo. 2015. Flores da Cunha, RS.

35. Tinto Ancellotta

– Panizzon Ancellotta. 2015. Flores da Cunha, RS.

36.Tinto Petit Verdot

– Pássaro da Lua Petit Verdot. 2014. Vinícola Cárdenas. Serra do Sudeste, RS.

37. Rosé

– Miolo Seleção Rosé. 2019. Campanha Meridional, RS.

38. Doces e Fortificados

– Casa Valduga Late Harvest. Vale dos Vinhedos, RS.

39. Suco de Uva Integral Branco

– Peculiare Suco de Uva Branco Integral. 2019. Serra Gaúcha RS.

40. Suco de Uva Integral Tinto

– Suco de Uva Integral. 2019. Treze Tílias, SC.

41. Bag in Box

– Miolo Seleção Cabernet Sauvignon / Merlot. 2017. Miolo. Campanha Meridional, RS.

Evolução da Grande Prova Vinhos do Brasil

Edição

Amostras

Vinícolas

Categorias

2011 (1ª)

284

64

13

2018 (7ª)

916

117

31

2019 (8ª)

1072

122

41

Resultado e premiação

Nesta 8ª GPVB, a divulgação dos resultados será realizada de forma inédita por meio de transmissão ao vivo pelas redes sociais no dia 17 de junho, às 17h, com a presença de um grupo de críticos e especialistas. Os participantes e interessados em conhecer os grandes campeões e destaques deste ano poderão acompanhar a anúncio ao vivo pelas redes sociais do Grupo Baco (https://www.facebook.com/grupobacomultimidia e @grupobacomultimidia).

A cerimônia de entrega de medalhas e de certificados da 8ª GPVB acontecerá durante a Wine South América, a maior feira de vinhos profissional da América Latina, que será realizado de 25 a 27 de setembro, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (RS).

O GPVB 2019 conta com o apoio institucional das seguintes entidades: Ibravin, SindiVinho, Aprovale, Wine South America (WSA), Vinhos de Altatitude (SC), Vinhovasf, Agavi, Apromontes, Vinhos da Campanha, ABS-RJ e Hotel Vila Galé.

Sobre o Grupo BACO

O Grupo BACO, idealizador e organizador da Grande Prova Vinhos do Brasil, é uma empresa de comunicação, consultoria e inteligência de mercado que tem na geração de conteúdo e nos eventos sua plataforma de atuação. É responsável pela edição da revista BACO, do Anuário Vinhos do Brasil, entre outros produtos editoriais, além de uma série de eventos no Brasil e no exterior. Destaque para o Rio Wine and Food Festival, que vem sendo realizado há seis anos na cidade do Rio de Janeiro.

Nota de Degustação: Sinfonia Brut Rosé

Espumante de coloração salmão, de média intensidade. Perlage fino, intenso e duradouro. Apresenta boa qualidade e intensidade aromática, destacando-se as notas de morango, ameixa e nota da levedura.

Boa acidez, de boa persistência, é muito agradável em boca, destacando-se no retrogosto as notas frutadas, em especial ameixa e morango, além de notas cítricas.

Um produto da altitude Catarinense, que destaca-se e muito pela sua grande qualidade!

Recomendamos!

20190530_105047