Nota de Degustação: Dalture Moscatel

A Vinícola Dalture está situada em São Joaquim – SC, e vem se destacando na elaboração de vinhos finos e espumantes.

Dentre os rótulos, o espumante Moscatel é uma ótima opção!

Apresenta uma coloração amarelo palha, com reflexos esverdeados. Perlage fino, intenso e duradouro. Aroma fantástico, muito elegante e intenso, predominando as notas de maçã verde, pêra, mel e nuances florais. Em boca possui boa acidez, muito bem equilibrada com o doce desse Moscatel (não é nada enjoativo). Retrogosto muito agradável, predominando as notas de maçã verde e pêra.

20160809_110957

Nota de Degustação: Espumante Brut Constelações

A paixão em elaborar vinhos acompanha a família Weber há 4 gerações, e foi no porão da casa, que Decio Weber, atual proprietário, iniciou a produção de vinhos, na época apenas para consumo próprio e para conhecidos. Com o tempo, o diferencial e a qualidade dos produtos passaram a ser reconhecidos cada vez mais, aumentando a procura de vinhos, e fazendo com que, no ano de 2000, fosse inaugurada a nossa vinícola.

Com a construção da vinícola, iniciou-se a elaboração de suco de uva e geléias, e o aumento constante pela procura dos produtos Weber foi um estimulo para ampliar ainda mais o leque de produtos, passando a produzir e comercializar conservas de pepinos.

Atualmente a Vinhos Weber oferece ao mercado vinhos finos, vinhos de mesa, suco de uva, conservas de pepino, cebolas, azeitonas, mini milho, picles, acessórios à serviço do vinho e cosméticos à base do óleo da semente da uva.

Elaborado com a variedade Chardonnay  pelo método Champegnoise, maturou por 12 meses sobre as leveduras.

Apresenta coloração amarelo ouro, límpido! Perlage fino, intenso e duradouro. Apresenta aromas elegantes e intensos, predominando as notas de abacaxi, pêssego, canela, baunilha e casca de pão. Em boca possui acidez muito equilibrada, boa persistência. Bom volume de boca e cremosidade. Retrogosto predominam notas de abacaxi, cítrico, casca de pão.

Um ótimo espumante, vale a pena degustar!!

Onde comprar?

http://www.vinhosevinhos.com/lista/empresa/vinhos-weber ou

https://cavesdobrasil.com.br/Produto/Busca?id_preco=0&id_tipo=0&id_uva=0&id_vinicola=9

20160809_110835

 

​NATAL LUZ NA VINÍCOLA VILLA FRANCIONI TEM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

A  Villa Francioni, localizada em São Joaquim na serra catarinense, promove evento de inauguração do Natal Luz nesta sexta-feira, dia 09 de dezembro, com uma programação especial. A partir das 20 horas, acontecerá a apresentação do Grupo Musicanto formado por alunos da EEB Domingos Portela, sob coordenação da professora Tatiane Cardoso.
A sede da vinícola foi toda iluminada, destacando o projeto arquitetônico diferenciado, construído em 5 níveis, à 1.260 metros acima do nível do mar.  São esperados turistas das mais diferentes regiões do estado, que além de entrarem no clima natalino, também poderão adquirir os vinhos e espumantes produzidos pela Villa Francioni. 

O evento tem entrada gratuita. A iluminação especial foi realizada em parceria com a Quantum Força e Tecnologia.

Ibravin e Sebrae comemoram resultados de convênio para qualificar serviço e produção de vinhos

Depois de mais de dois anos desenvolvendo diferentes ações com o Projeto de Valorização dos Vinhos Brasileiros, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) concluem convênio com sucesso, superando metas de participações nas atividades. A iniciativa, firmada em março de 2014 entre as duas entidades, já capacitou mais de dois mil profissionais de atendimento, ultrapassou a qualificação de mil empreendimentos e triplicou a certificação de Boas Práticas, atingindo mais de 230 produtores de uva e de vinho.

Os resultados conquistados nesse período serão apresentados na tarde do dia 15 de dezembro, pelo diretor de Relações Institucionais do Ibravin, Carlos Paviani, em evento na Sala Multiuso da sede do Sebrae Nacional, em Brasília (DF). O projeto visava qualificar e sensibilizar produtores, vinícolas, profissionais de bares, restaurantes e lojas especializadas a fim de estimular a comercialização dos vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros no mercado interno.

“Desejamos que em 2017 o Projeto de Valorização dos Vinhos Brasileiros seja ampliado e que possamos continuar qualificando a vitivinicultura nacional, desde a ponta inicial da cadeia produtiva do vinho, até os profissionais que comercializam nossos produtos”, almeja o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá.

Nesses quase três anos de convênio, a inciativa teve como foco a promoção de quatro ações: participação de vinícolas em feiras, realização do Circuito Brasileiro de Degustação, capacitações de profissionais de serviço do vinho pelo Qualidade na Taça e o Programa Alimento Seguro (PAS) – Uva para Processamento. A primeira delas foi a participação de vinícolas em duas edições da Feira Expovinis, em São Paulo (SP). Em 2014, 19 empresas integraram o estande coletivo do Ibravin no evento e, em 2015, foram 20 empreendimentos. Os rótulos verde-amarelos também foram promovidos em 12 etapas do Circuito Brasileiro de Degustação, que ocorreram, de 2014 a 2016, em seis estados (Ceará, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina).

Na última semana de novembro, o Qualidade na Taça, a terceira de quatro ações do convênio – realizada em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) – concluiu suas atividades. Com foco nos pequenos negócios de alimentação fora do lar, a iniciativa objetivou aprimorar o atendimento de gestores, sommeliers, garçons e vendedores. Desde setembro de 2014, 85 turmas, 2,6 mil profissionais de 1,3 mil estabelecimentos de 16 cidades, situadas em 14 estados brasileiros, foram instruídos sobre os diferenciais dos produtos nacionais.

Nesta etapa, também houve a participação e divulgação do Qualidade na Taça nos eventos Feira de Vinhos do Rio Wine and Food Festival 2015, em seis edições do Mesa ao Vivo e no 27º Congresso da Abrasel e Vinum Brasilis, os quais propiciaram encontro entre os produtores e o público-alvo da iniciativa.

Durante o convênio entre o Ibravin e o Sebrae foi consolidado, ainda, o Programa Alimento Seguro (PAS) – Uva para Processamento. Em parceria com a Embrapa Uva e Vinho, com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS), a iniciativa implantou os módulos de Boas Práticas Agrícolas (BPA) e Boas Práticas Enológicas (BPE) na Serra Gaúcha. Entre 2014 e 2016, 235 produtores participaram do BPA, e outros 200 estão em processo de conclusão. No ciclo 2015-2016, o programa BPE foi aplicado em 30 vinícolas, sendo que outras 35 estão em andamento e devem receber a certificação no primeiro semestre de 2017.

“Estamos satisfeitos com os resultados obtidos com o convênio. Atingimos nossas expectativas e superamos as metas de participação nas atividades. No PAS, por exemplo, até triplicamos os números integrantes”, comemora Scottá.

Tour Vinhos do Brasil
Após a apresentação dos resultados do convênio, o Ibravin promove, também na Sala Multiuso da sede do Sebrae Nacional, o Tour Vinhos do Brasil para convidados. Das 16h às 17h30min, o sommelier Maurício Roloff realiza o bate-papo “No verão, vá de vinho”, com degustação orientada. E, na sequência, das 17h30min às 20h, ocorrerá a feira de vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros com venda e prova dos produtos.

A ação contará com a participação das vinícolas Hermann, Lidio Carraro, Maison Forestier, Maximo Boschi, Valmarino e Vistamontes Sucos Naturais.

SERVIÇO*
O que:
encerramento do convênio Projeto de Valorização dos Vinhos Brasileiros (apresentação dos resultados e realização do Tour Vinhos do Brasil)
Quando: 15 de dezembro (quinta-feira), das 15h30min às 20h
Onde: sede do Sebrae Nacional (SGAS – Quadra 605, Conjunto A), em Brasília (DF)
Programação: 

  • 15h30min às 16h: apresentação dos resultados obtidos com o Projeto de Valorização dos Vinhos Brasileiros
  • 16h às 17h30min: bate-papo “No verão, vá de vinho” e degustação orientada com o sommelier Maurício Roloff
  • 17h30min às 20h: feira de vinhos, espumantes e sucos de uva brasileiros, com degustação e venda de produtos

FONTE: http://ibravin.org.br/Noticia/ibravin-e-sebrae-comemoram-resultados-de-convenio-para-qualificar-servico-e-producao-de-vinhos/217

Projeto Comprador abre possibilidade de venda de vinhos para Rússia e Oriente Médio

Sete profissionais que representam empresas na Rússia e no Oriente Médio estão desde segunda-feira (5) na Serra Gaúcha participando do Projeto Comprador, realizado pelo Wines of Brasil, em parceria com os escritórios da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em Moscou, na Rússia, e em Miami, nos Estados Unidos. O grupo, que permanece na região até esta sexta-feira (9), veio para conhecer o mercado nacional de vinhos, espumantes e sucos de uva e prospectar novos negócios. O Wines of Brasil é um projeto setorial de divulgação dos vinhos brasileiros no Exterior, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em conjunto com a Apex-Brasil.

“Os vinhos e espumantes brasileiros têm diferencial. São elegantes, gastronômicos, leves, frescos e frutados. E é este estilo que vai fazer os produtos se destacarem no mercado mundial”. A declaração do gerente de Importação russo Vasily Izraliantc revela a surpresa identificada pelos participantes. A comitiva inclui ainda integrantes do escritório da Apex-Brasil na Rússia, o brasileiro Almir Ribeiro Americo e a russa Milena Babayan, representantes de importadoras russas, Svetlana Selivanova e Mikhail Bodukhin, a jornalista russa especializada em vinhos Tatiana Zlodorena e o gerente de Alimentos e Bebidas, o brasileiro Daniel Miranda.

Durante cinco dias, o grupo visitou nove vinícolas da Serra Gaúcha (Aurora, Casa Perini, Casa Valduga, Don Guerino, Lidio Carraro, Miolo, Mioranza, Pizzato e Salton), degustou seus rótulos e conheceu os métodos de elaboração dos produtos.

Para o gerente de Alimentos e Bebidas da Fogo de Chão no Oriente Médio, o brasileiro Daniel Miranda, a vinda à região evidenciou o potencial da vitivinicultura nacional e possibilitará a inserção dos rótulos verde-amarelos nas cartas de vinhos das 13 novas unidades da rede de restaurante americana que serão abertas nos próximos quatro anos no Oriente Médio, no norte da África e na Oceania. “Sou consumidor dos vinhos do nosso país e vejo como a qualidade deles cresceu ao longo desses anos. Há mais investimentos, os produtores estão viajando e conhecendo mais e, assim, evoluindo”, avalia Miranda.

As duas primeiras filiais dessa prospecção da Fogo de Chão já abrem no próximo ano: em janeiro, na Arábia Saudita, e em março, em Dubai. “É uma grande oportunidade para apresentarmos os vinhos brasileiros para o mundo inteiro. Em Dubai há mais de 200 nacionalidades circulando. Para começar, quero colocar, pelo menos, 20 rótulos brasileiros em nossa carta. Acho que devido ao calor, vamos conseguir explorar mais os espumantes e os vinhos brancos e rosés. O suco de uva também vai conquistar”, acredita o gerente de Alimentos e Bebidas. Em Dubai, a Fogo de Chão abrirá filial em um local que há permissão para a venda de bebidas alcoólicas.

O gerente de Importação da Marine Express, Vasily Izraliantc, conta que a viagem está sendo encantadora. “Quando pensava no país, vinha na mente café, tabaco, Carnaval e futebol. Foi surpreendente. A produção é diversificada, com tecnologia avançada. Já visitei muitas vinícolas, mas aqui encontrei tecnologias que não vi em outros lugares”, conta.

De acordo com Izraliantc, na Rússia o consumo é praticamente igual entre vinhos tranquilos e espumantes, mas vem se observando um crescimento no mercado das borbulhas. O país é responsável por 85% da comercialização nacional. Apenas 15% dos rótulos são importados.

Para o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá, a Rússia e o Oriente Médio são mercados muito promissores. “Com a vinda destes profissionais, temos a expectativa de aumentar a comercialização para os países e, através destes contatos, termos auxilio na promoção dos produtos na Rússia e no Oriente Médio”, pontua o dirigente.

Sobre o Wines of Brasil
Atualmente, 30 vinícolas participam do projeto, cujo objetivo é promover a imagem dos vinhos do Brasil no mercado externo. Nos últimos anos, cerca de 95% das empresas que aderiram ao Wines of Brasil conseguiram dar continuidade em suas exportações, devido a todo o suporte e programas de capacitação oferecidos pelo projeto, entre outras ações.

FONTE: http://ibravin.org.br/Noticia/projeto-comprador-abre-possibilidade-de-venda-de-vinhos-para-russia-e-oriente-medio/218

Edegar Scortegagna é o novo presidente da ABE

A Associação Brasileira de Enologia (ABE) elegeu sua nova Diretoria para a gestão 2017-2018. Durante assembleia realizada na noite desta terça-feira, 6 de dezembro, o enólogo Edegar Scortegagna foi eleito presidente da entidade e estará à frente da associação pelos próximos dois anos. A eleição, realizada no Dall’Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves, ocorreu após Scortegagna apresentar as propostas aos associados. O candidato pertencia a uma chapa única e irá suceder o trabalho de Juliano Perin, que deixará o comando da ABE em janeiro de 2017.

Atualmente, Scortegagna é o enólogo responsável pelos vinhos da Luiz Argenta Vinhos Finos, além de atuar como diretor de Enologia da ABE. Para os próximos anos, pretende dar continuidade aos trabalhos e compromissos assumidos pela atual gestão, além de promover ações para a constante atualização dos enólogos nas áreas vitícola e vinícola. “Com foco nos associados, buscaremos oportunizar palestras, cursos, degustações e viagens técnicas para o aperfeiçoamento profissional”, destaca.

Edegar Scortegagna é formado em Enologia pela Universitá degli Studi di Trento – Instituto di San Michele All´Adige e Universitá degli Studi di Udine, na Itália, onde viveu por cinco anos estudando e colaborando com grandes vinícolas italianas. O currículo de Scortegagna também soma MBA em Gestão Empresarial pela FGV e diploma de Sommelier Internacional pela FISAR.

O novo presidente da ABE ainda atua como ministrante técnico-científico nos cursos de Sommelier FISAR – UCS e professor de Enogastronomia da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Sobre a ABE

Em quatro décadas de atuação, a ABE mantém trabalho e dedicação intensos em prol da qualificação dos enólogos, além de assumir o importante papel de romper barreiras na promoção do vinho brasileiro.

Com agenda viva e abundante, a ABE cruzou 40 safras realizando cursos, palestras, visitas técnicas, degustações temáticas, grandes eventos como o Brazil Wine Challenge, o Concurso do Espumante Brasileiro, o Congresso Latino-Americano de Viticultura e Enologia e a Avaliação Nacional de Vinhos – além da publicação anual Revista Brasileira de Viticultura e Enologia. Desse modo, a entidade leva os vinhos e espumantes brasileiros para todos os continentes, ampliando a visibilidade da produção nacional, hoje repleta de medalhas.

Diretoria da ABE Gestão 2017 – 2018

Presidente: Edegar Scortegagna

Vice-presidente: André Peres Jr.

1° Tesoureiro: Dario Crespi

2° Tesoureiro: Gabriel Carissimi

1º Secretário: Luciano Vian

2ª Secretário: Leocir Bottega

Diretor social: Christian Bernardi

Diretores de eventos: Daniel Salvador e Gregório Salton

Diretores de degustação: Juliano Daniel Perin e Gilberto Simonaggio

Diretor cultural: Samuel Cervi

Diretores técnicos em Viticultura: André Gasperin e João C. Taffarel

Diretores técnicos em Enologia: Michel Zignani e André Larentis

Larentis abre reserva particular e celebra 15 anos com seleção de vinhos

Uma vinícola que completa 15 anos tem muitas histórias para contar. São 15 safras, cada uma com suas particularidades, que resultam em vinhos únicos, exclusivos. A Vinhos Larentis, do Vale dos Vinhedos, abriu sua reserva particular para compartilhar um pouco de suas melhores memórias, reunindo em uma caixa seis de seus mais emblemáticos vinhos. É uma seleção de seis vinhos que marcaram época nessa trajetória e que já estão disponíveis ao interessados. Ao abrir e degustar cada garrafa, apreciadores estarão celebrando junto com a vinícola os 15 anos de uma história familiar dedicada ao cultivo da uva e a arte de elaborar bons vinhos.

 Na coleção, em uma caixa personalizada de madeira, constam o Mérito 2008, Mérito 2012, Merlot Sta Lúcia 2013, Merlot Reserva 2012, Cabernet Sauvignon Reserva 2012 e Teroldego 2013. No entanto, não se trata de uma simples coleção. Além de conter o Merlot single vineyard safra 2013 com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (DOVV), apresentado em outubro deste ano, quem comprar o kit levará uma preciosidade da família Larentis, o Mérito 2008, vinho lançado em comemoração aos 10 anos da vinícola e que está sendo disponibilizado da reserva particular da família para brindar os 15 anos.

 André Larentis, enólogo da vinícola, explica que o kit é uma forma de estender a comemoração aos amantes do vinho brasileiro, porém avisa que a oferta é limitada. “Temos guardadas apenas 100 garrafas do Mérito 2008 e 50 delas serão liberadas novamente ao mercado, por meio do kit, para uma segunda comemoração. É uma iniciativa muito especial que busca oferecer uma experiência diferenciada aos nossos clientes”, explica André.

 A coleção, com apenas 50 unidades, está sendo comercializada pela loja virtual no site www.larentis.com.br e no varejo da vinícola.

 Sobre os vinhos:

 Mérito 2008 – o primeiro assemblage foi lançado em comemoração aos 10 anos da Larentis, em 2011. Vinho ícone, exclusivo, elaborado a partir da união perfeita entre 60% de Merlot, 20% de Cabernet Sauvignon, 10% de Ancellotta e 10% de Marselan. Foram produzidas apenas mil garrafas de uma tiragem histórica e especial.

 Mérito 2012 – passados quatro anos após o lançamento da primeira edição do Mérito é que a Larentis apresentou novamente seu vinho ícone, por meio de uvas harmoniosamente combinadas nas proporções 62% de Merlot, 15% de Cabernet Sauvignon, 15% de Marselan e 8% de Ancellotta, com uma excepcional fineza e complexidade aromática.

 Merlot Reserva 2012 – esse é o vinho produzido com a uva mais emblemática da Larentis. Aliado a essa superioridade no terroir está a qualidade da safra 2012, que proporcionou a chegada de um vinho espetacular, simbólico e carregado de personalidade, após envelhecer em barricas de carvalho norte-americano por oito meses e descansar na cave, após engarrafado, por no mínimo um ano, antes de ser comercializado.

 Cabernet Sauvignon Reserva 2012 – de intensos aromas de cassis, especiarias como noz moscada e pimenta preta, passas e ameixa seca, é um vinho encorpado, com bom equilíbrio e persistência na boca.

 Teroldego Cepas Selecionadas 2013 – com aromas de frutas vermelhas maduras, leves notas de tostado, a linha é elaborada somente em safras propícias para a elaboração de vinhos longevos. Com origem de Trento, na Itália, a variedade ainda é pouco conhecida no Brasil.

 Merlot Sta Lúcia 2013 com DOVV – São apenas 1.465 garrafas elaboradas a partir de uvas da parcela 1.1 que foi escolhida pelos aspectos técnicos do vinhedo. A excelente exposição solar, o solo de textura argilosa, o relevo ondulado e bem drenado proporcionaram condições ideais, que aliados aos cuidados e a dedicação da família Larentis resultaram em uvas de altíssima qualidade e, por consequência, em um vinho particular.

 Serviço

Produto: Kit 15 anos Larentis

O que contém: 6 garrafas (Mérito 2008, Mérito 2012, Merlot Sta Lúcia 2013, Merlot Reserva 2012, Cabernet Sauvignon Reserva 2012, Teroldego 2013)

Quantidade disponível: 50 unidades

Valor: R$ 650

Contato: larentis@larentis.com.brr

Onde comprar: http://www.larentis.com.br – Loja Virtual

kit-15-anos-foto-eduardo-benini-2

FONTE: Conceito Com